DESTAQUENITERÓI

Prefeitura de Niterói avança nas obras de macrodrenagem do Barreto e Engenhoca

Com foco em renovar o sistema de captação de águas pluviais, as obras de macrodrenagem seguem contemplando cada vez mais ruas do Barreto e da Engenhoca. Realizadas pela Prefeitura de Niterói, através da Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), a reforma vai abranger 4,6 km da região e promover mais segurança, principalmente, nos dias de chuva.

As obras começam pela Rua Vereador José Vicente Sobrinho, avançando entre o Colégio Pedro II e o Ciep Professor Anísio Teixeira, paralelas à Rua General Castrioto, e desembocando na Baía de Guanabara, onde uma rede está sendo construída ao lado do cemitério do Maruí. O prefeito de Niterói, Axel Grael, explica a importância da reforma para os moradores dos bairros.

“As intervenções nos bairros do Barreto e na Engenhoca seguem a todo vapor. Através dessas obras, vamos compensar as características naturais dessa região. As novas galerias de drenagem, que vão aumentar a eficiência da captação e escoamento das águas pluviais, farão o escoamento das águas, têm dimensões que podem chegar a seis metros de comprimento por três de altura. Para se ter uma noção, esse tamanho é semelhante a duas pistas de carro! Tenho convicção de que essa é uma intervenção que vai levar a infraestrutura de qualidade que essa região merece”, comenta o prefeito.

No momento, as equipes trabalham na instalação de manilhas para o sistema de drenagem no trecho da Rua Vereador José Vicente Sobrinho, que vai da Travessa José Carreteiro até a Travessa Francisco Esteves. Há uma interdição total entre as travessas José Carreteiro e Julio Fróes onde apenas é permitido o acesso dos moradores, e um sistema de mão dupla foi estabelecido para permitir que os veículos vindos da Rua Capitão Alfredo Cruz possam acessar a Travessa Júlio Fróes. Operadores de tráfego contratados pelo consórcio responsável pela obra estão orientando os motoristas no local. Além disso, as ruas envolvidas no projeto receberão nova pavimentação e requalificação das calçadas.

Apesar das vias mencionadas citadas já contarem com um sistema de captação de águas pluviais, o mesmo será expandido, com a inclusão de galerias e tubulações de maior capacidade. O investimento é de aproximadamente R$76 milhões, com prazo de execução de 24 meses.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo