ARQUIBANCADA Vasco

Vasco sofre virada, perde para o CSA, vê acesso à Série A ficar distante

O Vasco recebeu o CSA para buscar a vitória e continuar sonhando com o acesso à Série A. Mas o sonho virou pesado em São Januário. O Cruzmaltino até saiu na frente, ainda no primeiro tempo, mas sofreu a virada do adversário, perdeu por 3 a 1 e viu as chances de conseguir retornar à elite do futebol despencarem.
O Vasco fez um primeiro tempo animador, partindo para cima do adversário e buscando o gol a todo momento. Mas, quem fez balançou a rede primeiro foi o CSA, aos dois minutos. No cruzamento que saiu pela direita, Iury Castilho apareceu nas costas de Zeca e tentou a cabeçada. A bola ficou estranhamente viva ali, e o próprio camisa 99 finalizou de direita para abrir o placar. Porém, a bola bateu no braço do jogador, e o gol foi anulado.
Aos 17, o Vasco conseguiu, de fato, abrir o marcador. Cano recebeu dentro da área, caiu após dividida com Ernandes, e os vascaínos pediram pênalti. O árbitro foi convidado a rever o lance no VAR, e a penalidade foi assinalada. Cano cobrou com calma, deslocando o goleiro Thiago Rodrigues, e abriu o placar em São Januário.
O CSA, entretanto, não demorou para empatar. Em cobrança de falta, quase do meio da rua. Ele soltou a pancada de perna esquerda, a bola desviou um pouco na barreira, e Lucão não conseguiu defender. Que golaço em São Januário.
Aos 34, em contra-ataque perigoso do Vasco, Marquinhos Gabriel carregou a bola até a entrada da área e abriu na direita para Gabriel Pec, que dominou, sambou na frente do adversário, puxou para esquerda, brecou e finalmente chutou de canhota mesmo. A bola saiu à direita do gol de Thiago.
Aos 40, o Vasco chegou com perigo novamente antes do fim do primeiro tempo. Em roubada de bola de Gabriel Pec no ataque. Ele carregou e abriu na direita para Cano, que dominou e, como bom centroavante, já finalizou para o gol. O chute forte de direita saiu por cima do gol de Thiago.
Na segunda etapa, o Vasco começou com tudo. No primeiro minuto, Riquelme puxou contra-ataque pela esquerda, carregou desde o meio de campo, chegou na entrada da área e deu um bico de canhota. A bola passa muito perto da trave esquerda de Thiago.
Depois o jogo deu uma esfriada, com muitos lances de disputa no meio de campo e pouca emoção em São Januário. O Vasco, com o apoio dos torcedores que marcaram presença, tentava na base da raça chegar ao segundo gol, mas era em vão. E pior: sofreu a virada.
Aos 37, em jogada de Giva Santos pelo meio, ele trombou, caiu, mas conseguiu um toque sentado para Dellatorre. O artilheiro dominou e deu de biquinho no canto de Lucão, que não conseguiu alcançar. Após o gol do Azulão, os vascaínos presentes em São Januário protestaram e chamaram o time de “sem vergonha”.
Os jogadores vascaínos foram para o tudo ou nada e quase conseguiram o empate, aos 43. Cano recebeu na área, conseguiu o giro e finalizou cruzado de direita. A bola ficou viva por ali, Jhon Sánchez chegou dividindo, e a bola explodiu novamente no zagueiro. Lance incrível em São Januário.
Para piorar, o CSA conseguiu chegar ao terceiro, de pênalti. Dellatorre foi para a cobrança, soltou a bomba de perna direita e estufou a rede de Lucão, que caiu para o canto errado. Caixão fechado em São Januário.
Apesar das tentativas, o Vasco perdeu o duelo e caiu de posição na tabela da Série B e vê a pressão aumentar ainda mais nesta reta final de temporada. Com o revés, o Cruzmaltino termina a 32ª rodada na oitava posição, com 47 pontos.
O próximo duelo é apenas no dia 4 de novembro, diante do Guarani, no Brinco de Ouro, pela 33ª rodada da Série B. Até lá, Fernando Diniz terá que juntar os cacos e fazer com que o seus comandados ainda continuem acreditando no acesso à Série A.

 

 

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: