ARQUIBANCADA Vasco

Vasco goleia CRB em casa e volta à vice-liderança da Série B

Sob o comando do interino Emílio Faro, o Vasco voltou a vencer em noite com brilho do volante Andrey e retornou à segunda colocação da Série B do Brasileiro. Em São Januário, a equipe cruz-maltina goleou o CRB por 4 a 0, com dois gols do camisa 8, enquanto Raniel e Eguinaldo completaram o marcador.

Com o resultado, o Vasco chegou a 38 pontos, sete atrás do líder Cruzeiro. O CRB, por sua vez, permanece com 28, ocupando o meio da tabela.

Este foi o primeiro jogo do time cruz-maltino após a saída do técnico Mauricio Souza, demitido no último domingo, após derrota para o lanterna Vila Nova. O clube ainda está no mercado em busca de um substituto.
Na próxima rodada, o Vasco enfrenta a Chapecoense, em São Januário, em duelo que pode marcar a reestreia de Alex Teixeira. O time de Maceió recebe a Ponte Preta.

Andrey
O camisa 8 teve uma atuação de destaque na Colina e se tornou o nome da vitória. Autor de dois gols, ele também foi bem nos desarmes e articulações das jogadas. Raniel também teve desempenho digno de elogio.

Gilvan
O zagueiro teve noite com uma atuação mais modesta e cochilou no lance que gerou o terceiro gol do Vasco, que mudou o panorama em meio a um início de segundo tempo agitado.

Barrado pelo técnico Mauricio Souza na partida contra o Vila Nova, o volante Yuri voltou ao time titular sob o comando do interino Emílio Faro e teve boa atuação, sendo peça importante nos lances que geraram o segundo e terceiro gols cruz-maltinos.

Emílio Faro, que ocupa a vaga de técnico de forma interina, desenhou o time titular com o lateral-direito Léo Matos e o volante Yuri, e manteve a base que vinha atuando. A equipe começou bem, pressionou o adversário, e abriu o placar. Pouco depois, quase ampliou. Aos poucos, porém, diminuiu um pouco o ritmo e deixou alguns espaços ao adversário.

No retorno do intervalo, fez uma “trocação” com o CRB, em momento em que os dois times tiveram chances e o jogo ficou movimento. Porém, novamente nos primeiros minutos, Andrey balançou a rede e levou uma tranquilidade ainda maior aos comandados de Faro. A equipe ainda aponta alguns erros no sistema defensivo, mas foi mais segura que em rodadas anteriores.

O CRB começou o duelo um pouco acuado e com dificuldades para sair com a bola. Porém, depois da reta inicial, conseguiu equilibrar as ações e criar chances, principalmente nos avanços em velocidade — balançou a rede, mas o gol foi anulado por impedimento.

Os visitantes voltaram para a etapa final ligados e chegaram a assustar, mas logo o Vasco fez o terceiro e o CRB diminuiu o ímpeto, se fechando um pouco mais e tentando ligações mais verticais, mas encontrava dificuldades na construção. Em certo momento, demonstrou já não teve mais tantas forças para “competir” no jogo.

Gol no início
O Vasco abriu o placar ainda no começo da partida. Após cobrança de escanteio de Nenê, Andrey, que passou a usar a camisa número 8, subiu sem marcação e, de cabeça, mandou para o fundo da rede.

Quase o segundo
A torcida ainda celebrava o primeiro gol quando Pec fez boa jogada e achou Nenê livre na área, mas o camisa 10 mandou para fora.

Gol anulado
Depois da pressão inicial do Vasco, o CRB, aos poucos, foi conseguindo equilibrar as ações. Após uma boa oportunidade desperdiçada, a equipe do técnico Daniel Paulista conseguiu balançar a rede, mas o gol foi anulado. Luciano, que dá a assistência para Anselmo Ramon, estava em posição irregular.

Os cruz-maltinos comemoram em dose dupla. Por um lado, o gol foi anulado e, logo depois, em jogada em que Yuri foi providencial, Raniel avançou e bateu para fazer o segundo do Vasco.

Na volta do intervalo, os dois times voltaram ligados e a partida ficou movimentada, com chances em ambos os lados.

Ainda nos primeiros minutos, o Vasco chegou ao terceiro. Após Raniel dividir, a bola ficou viva na área, a defesa do CRB cochilou e Anrey aproveitou. O volante avançou e bateu cruzado para fazer o segundo dele no jogo e o terceiro da equipe.

Com a vantagem no placar, o Vasco passou a trocar mais passes e a tentar “fechar” o adversário. O CRB buscava espaço para infiltrar na defesa cruz-maltina e quase diminuiu com Paulinho Moccelin, que recebeu nas costas da defesa e cabeceou para fora.

Diego Ivo, que entrou na vaga de Gilvan, sinalizou um problema muscular na coxa esquerda, mas o CRB já havia feito as cinco substituições. Ele chegou a ficar alguns minutos fora do jogo para receber um atendimento à beira do gramado. O zagueiro voltou, mas passou a atuar no ataque. A partir daí, os visitantes ficaram, praticamente, com um a menos.

Já nos minutos finais, o jovem Eguinaldo, destaque do sub-20, marcou o quarto. Foi o primeiro gol dele nos profissionais.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 4 x 0 CRB

Competição: Série B do Campeonato Brasileiro – 21ª rodada
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 28 de julho de 2022, quinta-feira, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Lorival Candido das Flores (RN)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-Fifa/SP)
Cartões amarelos: Palacios (VAS); Daniel Paulista (técnico), Yago, Gilvan, Reginaldo (CRB)
Gols: Andrey, do Vasco, aos 3’/1ºT; Raniel, do Vasco, aos 30’/1ºT; Andrey, do Vasco, aos 6’/2ºT; Eguinaldo, do Vasco, aos 46’/2ºT

VASCO: Thiago Rodrigues; Léo Matos e Quintero, Anderson Conceição e Edimar (Luiz Henrique); Yuri Lara e Andrey dos Santos e Nenê (Palacios); Figueiredo (Marlon Gomes), Raniel (Eguinaldo) e Gabriel Pec (MT). Técnico: Emílio Faro (interino)

CRB: Diogo Silva; Reginaldo, Wellington Carvalho, Gilvan (Diego Ivo) e Raul Prata; Yago, Wallace (Uillian Correia) e Rafael Longuine (David Brall); Fabinho, Anselmo Ramon (Gabriel Conceição) e Emerson Negueba (Paulinho Moccelin). Técnico: Daniel Paulista

Publicações do autor

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: