ELEIÇÕES 2022 POLÍTICA

TSE nega cancelar convenção do MDB marcada para oficializar Simone Tebet

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Edson Fachin, negou nesta terça-feira pedido de filiado do MDB de Alagoas e manteve a realização da convenção do partido que deve confirmar a candidatura de Simone Tebet à presidência da República.

Na decisão, Fachin afirma que mesmo online, a convenção “contempla regra expressa que assegura o sigilo dos votos, por meio de sistema a ser utilizado para a realização da reunião”.

Em ação anulatória de convenção, o prefeito de Cacimbinhas (AL), Hugo Wanderley, que também é delegado do diretório estadual do partido, alega que o modelo remoto de convenção não é capaz de garantir o sigilo do voto. A plataforma escolhida é o Zoom.

Em defesa da convenção, advogados do MDB se reuniram mais cedo com o ministro e argumentaram que o partido contratou uma empresa que se responsabiliza pelo sigilo do voto.

Além disso, Fachin observa que o sistema oferece etapas de confirmação de quem vota, o que daria mais legitimidade à votação. O ministro destaca que a “solução de votação possui mecanismos de segurança, como a confirmação por mensagem SMS e o registro de uma foto do parlamentar no momento do voto, a fim de evitar a votação indevida por terceiros”.

A convenção será, nesta quarta-feira, online. Tebet e o presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, participarão direto da sede do partido, em Brasília.

Publicações do autor

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: