Brasil Destaque

Supermercados brasileiros registram queda de estoque no mês de abril

Os supermercados brasileiros registraram uma queda no volume de estoque durante o mês de abril. Segundo dados do índice de ruptura da Neogrid, empresa especializada em soluções para a gestão da cadeia de suprimentos, a baixa foi pouco mais de 9% no volume médio em relação ao mesmo período do ano passado e de 15,96% se comparado com abril de 2020.

A queda no volume médio do estoque registrada em abril deste ano é reflexo de um cenário que mescla a dificuldade de importação de insumos da China, onde parte do país está enfrentando novos surtos da covid-19, e, internamente, da disparada na inflação e o consequente aumento no preço de insumos como o diesel, fundamental no transporte de mercadorias entre indústria varejo.

Em relação aos preços dos produtos, a Neogrid registrou aumento em alguns itens da cesta básica. O valor cobrado pelo óleo de soja, por exemplo, cresceu 6% em abril, totalizando alta de 31% nos últimos 12 meses. O reajuste está relacionado à quebra de safra devido à estiagem no sul do Brasil e à guerra entre Rússia e Ucrânia, uma vez que os países respondem por 77% da exportação do produto.

Outro item analisado foi o leite UHT, que contabilizou um aumento de 9,5% apenas no mês anterior e 27% no acumulado de doze meses. A principal dificuldade na alta do preço de insumos usados na produção, especialmente o milho e a soja.

Apesar dos empecilhos, Robson Munhoz, CCSO (Chief Customer Success Officer) da Neogrid, assegura que a venda aumentou. “A ruptura em abril passado ficou em 10,8%, mesmo índice de março e 0,1% menor que a de fevereiro deste ano [10,9%]. Isso é um indício de que a venda aumentou, impulsionada sobretudo por promoções, o que consumiu o estoque”, analisa.

 

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: