Connect with us

ELEIÇÕES 2022

Sem provas e sob pressão, Bolsonaro volta a atacar sistema eleitoral

Published

on

Em mais um sinal do fim da “trégua” momentânea que havia estabelecido com o Judiciário, o presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer acusações sem provas contra o sistema eleitoral brasileiro. Bolsonaro disse que deveria ter vencido a eleição de 2018 no primeiro turno, “se fossem eleições limpas”. O próprio presidente, no entanto, já admitiu não ter provas das supostas irregularidades que teriam ocorrido em 2018.

— Quis Deus que, sobrevivendo a uma facada de um integrante do PSOL, também conseguisse, sem partido, partido muito pequeno, sem marqueteiro, sem televisão, ganhar umas eleições. Que era para ter ganho no primeiro turno, se fossem eleições limpas no primeiro — disse Bolsonaro, durante evento em Macapá.

As suspeitas levantadas por Bolsonaro contra o sistema eleitoral já o fizeram ser investigado em dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) e em um inquérito administrativo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na quarta-feira, Bolsonaro já havia atacado dois ministros do STF, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, questionando “quem eles pensam que são”.

Advertisement

ELEIÇÕES 2022

Partido de Bolsonaro e PT se unem para aumentar ‘fundão’ de R$ 5,7 bi

Partidos da base governista votaram em peso para derrubar o veto ao aumento do valor do fundo

Published

on

O Congresso derrubou nesta 6ª feira (17.dez.2021) o veto do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao aumento do fundo eleitoral, restabelecendo o valor de R$ 5,7 bilhões como teto para o financiamento público de campanhas em 2022. Partidos que compõem a base do governo federal, como PL, PP e Republicanos, votaram em peso para derrubar a decisão do presidente….

O ato dos congressistas retoma uma fórmula aprovada no PLDO (Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022 que destina à verba do FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanhas) um incremento com até 25% do orçamento do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para 2021.

Os congressistas que votaram “sim” buscavam manter o veto, ou seja, deixar o valor separado para o fundo eleitoral de 2022 em cerca de R$ 2,1 bilhões. Os que votaram “não” –a maioria em ambas as Casas– conseguiram derrubar o veto e retomar o aumento do mecanismo de financiamento de campanhas eleitorais para cerca de R$ 5,7.

Advertisement
Continue Reading

ELEIÇÕES 2022

Câmara derruba veto e retoma fundão eleitoral

Published

on

Após uma forte articulação do PL de Jair Bolsonaro, a Câmara dos Deputados derrubou há pouco, em sessão do Congresso Nacional, com 317 votos a favor e 146 contrários, o veto do presidente da República relacionado ao fundão eleitoral de R$ 5,7 bilhões.

A proposta foi aprovada em julho deste ano pela Câmara e pelo Senado, a partir de uma mudança na Lei de Diretrizes Orçamentárias. Pelo texto, o fundo eleitoral será composto por recursos de emendas de bancada estaduais mais 25% de todo o orçamento da Justiça Eleitoral dos anos de 2021 e 2022. Por essa razão, o fundo eleitoral chegaria a R$ 5,7 bilhões.

Em agosto, Jair Bolsonaro vetou esse trecho da LDO. Porém, desde então, já havia a sinalização dos deputados do Centrão, principalmente de partidos da base aliada como o PL (atual sigla de Bolsonaro), PP (de Arthur Lira) e Republicanos (da bancada evangélica), que o veto seria derrubado.

Ao longo das últimas semanas, deputados da base aliada de Jair Bolsonaro tentaram angariar votos para derrubar o veto presidencial e garantir o fundão bilionário para 2022. Na semana passada, o tema foi pautado, mas o Centrão desistiu de votar a proposta com receio de ter menos votos que o necessário.

Advertisement

Hoje pela manhã, deputados chegaram a um acordo e afirmam que o valor do fundão de 2022 pode ser adequado pela Comissão Mista de Orçamento na segunda-feira (20). A ideia é que o fundo eleitoral fique entre R$ 4 bilhões e R$ 4,7 bilhões. Mesmo assim, mais que o dobro do utilizado em 2020.

Agora, para que o dispositivo tenha validade, o Senado precisa confirmar a derrubada do veto, em votação ainda nesta tarde.

Continue Reading

ELEIÇÕES 2022

Escolha de Braga Netto como vice de Bolsonaro cria divisão até mesmo entre militares no governo

A hipótese de indicar o general Walter Braga Netto para integrar como vice a chapa de Bolsonaro nas eleições de 2022 provoca resistências entre os militares

Published

on

Membros das Forças Armadas que atuam no Palácio do Planalto avaliam que o general Braga Netto, ministro da Defesa, não agrega votos, informa a jornalista Bela Megale no Globo.

Os militares conhecem o desgaste político e eleitoral do ocupante do Palácio do Planalto e consideram que este precisa de alguém em sua chapa que atraia o eleitor.

Caciques do centrão defendem que Bolsonaro tenha como vice um nome da política, preferencialmente do Nordeste ou de Minas Gerais.

Bolsonaro, porém, está obcecado pela ideia de que poderá sofrer um golpe e quer uma garantia de que isto não ocorrerá, pelo menos com a iniciativa ou a cumplicidade de seu vice. Ele tem essa certeza sobre o general Braga Netto, escreve a jornalista.

Advertisement

Continue Reading

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

%d blogueiros gostam disto: