ARQUIBANCADA Flamengo

Santos vence o Flamengo em noite de pênalti perdido por Gabigol

Um jogo pouco valioso, mas animado até acima das expectativas. O Maracanã foi palco de um digno duelo entre Flamengo e Santos, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. E, nesta segunda-feira, o Peixe venceu por 1 a 0, com gol de Marcos Leonardo, assegurou a permanência na elite e ainda viu Gabigol, a sua cria, desperdiçar uma cobrança de pênalti, algo raríssimo. A reta final da partida ainda foi marcada por protestos da torcida rubro-negra, que cobrou “disposição” e avisou que o time, vaiado na despedida em casa da temporada, era “sem vergonha”.

Como os dois times estavam leves por conta do caráter amistoso do jogo, houve fluidez das jogadas de ambos os lados, além de boa intensidade. O Flamengo teve mais a bola e chegou com perigo em lances pela direita, com Gomes, Everton e Matheuzinho aparecendo bem no setor. Um gol até saiu por ali, quando o lateral (impedido) cruzou na medida para Pedro chapar, mas foi anulado. Depois, João Paulo e Hugo fizeram defesas de destaque.

O goleiro do Flamengo parou Marcos Leandro e Marinho, salvando um sistema defensivo hesitante (principalmente pelo lado esquerdo). Já o do Santos sobressaiu quando espalmou uma bola à queima-roupa de Gomes, já no fim do primeiro tempo (e gerando revolta em Gabi, que queria o passe do lado). Conclusão: foi um 0x0 parcial mentiroso e agradável de se ver.

A voltagem não diminuiu no segundo tempo. Pelo contrário. Elétrico como os mandantes, o Santos marcou após uma arrancada espetacular de Marcos Guilherme, cuja bola sobrou para Marcos Leonardo completar para a rede – a zaga do Fla apagou. O auxiliar anulou o gol, mas, dessa vez, o VAR confirmou a abertura do placar, aos 13 minutos. A partida só animou mais ainda.

A torcida do Fla empurrou mais o time, e a pressão se acentuou pelo empate. Vitinho, que vinha mal, sofreu um pênalti minutos depois do gol santista. E adivinhe: Gabigol desperdiçou a cobrança, o que não ocorria desde o Carioca de 2020. Raridade. E ele, apesar de um lance estar em posição irregular, ainda perdeu gols frente a frente com João Paulo. Uma noite para o camisa 9 apagar da memória – e logo com o clube que o criou.

O Flamengo recheou o time de molecada, o que era esperado, porém, na prática, não saiu mais nada de produtivo após o pênalti perdido. E a Nação perdeu a paciência: passou a chamar o time de “sem vergonha” e a avisar que “para jogar no Mengo tem que ter disposição”. Já a torcida do Santos ficou feliz da vida com o triunfo em pleno Maracanã e o do alívio quanto a um possível rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
Flamengo 0 x 1 Santos – 37ª rodada do Campeonato Brasileiro


Data/Hora: 06/12, às 20h (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa/RS) e Michael Stanislau (RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)
Público/renda: 40.542 pagantes e 41.930 presentes / R$ R$ 1.302.015,00
Gramado: irregular
Cartões amarelos: Pedro, Matheuzinho (FLA) / Marcos Leonardo, Kaiky, Raniel (SAN)
Cartões vermelhos: 

GOL: Marcos Leonardo, 13’/2ºT (0-1)

FLAMENGO (Técnico: Mauricio Souza)
Hugo, Matheuzinho, Gustavo Henrique, David Luiz e Rodinei; João Gomes (Lázaro, 40’/2°T), Andreas Pereira e Vitinho (Thiaguinho, 40’/2ºT); Everton Ribeiro (Matheus França, 32’/2ºT), Gabigol e Pedro.

SANTOS (Técnico: Fábio Carille)
João Paulo, Kaiky, Luiz Felipe e Danilo Boza; Madson, Camacho (Vinicius Balieiro, 40’/2ºT) Vinícius Zanocelo e Lucas Braga; Marcos Guilherme, Marinho (Ângelo, 40’/2ºT) e Marcos Leonardo (Raniel, 43’/2ºT).

Tags
%d blogueiros gostam disto: