EM BRASÍLIA

Saída de Marinho coloca em dúvida intenção de “pluralidade” da JP News

Comentarista deixou o “Pânico” na quarta-feira, uma semana depois da discussão com Jair Bolsonaro. Decisão foi oficializada por Emílio Surita, líder do humorístico, hoje

André Marinho explicou nesta quinta-feira, em um vídeo publicado no YouTube, sua decisão de deixar o “Pânico” e a Jovem Pan. O comediante disse que a rádio decidiu fidelizar a audiência bolsonarista e que o humorístico, liderado por Emílio Surita, ganhou contornos políticos.

“Em 2020 a rádio fez uma decisão mercadológica de fidelizar esse público bolsonarista, propagar as teses simpáticas ao atual governo, estabelecer uma linha editorial que fosse mais adesista, mais governista. E, diante desse quadro, eu tinha duas opções: ou ficava em casa, chupando o dedo, na minha zona de conforto, ou ia ao encontro desse desafio [para] tentar ser uma voz de equilíbrio nesse ambiente”, disse.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: