Estado

Rio de Janeiro mantém festa de Réveillon

Durante reunião entre o Comitê Científico, que orienta a prefeitura do Rio de Janeiro em questões relacionadas a pandemia da Covid-19, e a Secretaria Municipal de Saúde, ficou decidido que, pelo menos por enquanto, a festa de Réveillon será mantida.

O Carnaval também segue com planejamento normal.

Segundo representantes do grupo de especialistas ouvidos, a situação epidemiológica do município não indica necessidade de novas restrições. No entanto, havendo um aumento do número de casos, a decisão pode ser revista.

O Comitê também vê com atenção a descoberta da variante Ômicron, de origem na África. “Estamos acompanhando, mas por enquanto temos muito poucos dados sobre ela”, explicou um representante do grupo de especialistas.

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, disse no fim de semana, que a prefeitura está atenta a todos os cenários, inclusive à nova cepa e ao novo surto de casos em países europeus.

Segundo ele, no entanto, o atual momento do Rio não sugere a necessidade de adotar medidas restritivas para o fim do ano.

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio informou neste domingo (28) que fará o sequenciamento genético de todos os testes positivos para a Covid-19 de pessoas que vierem de fora do país. Entre os exames já feitos até o momento, não foram identificadas amostras da Ômicron.

A reunião do Comitê Científico acontece pelo menos uma vez ao mês. Esse encontro foi o primeiro depois de o Ministério Público do Estado do Rio e a Defensoria Pública, no último dia 19, pedirem uma reavaliação sobre a realização do Réveillon e do Carnaval na cidade.

O edital divulgado pela Prefeitura prevê dez palcos espalhados pela cidade e outros três em Copacabana, bairro que há anos promove uma das maiores festas de Ano Novo do mundo. A expectativa é que o evento reúna 2 milhões de pessoas.

%d blogueiros gostam disto: