Estado

Réveillon mais famoso do Brasil tem movimento abaixo do esperado

Queima de Copacabana vista do Cristo (Foto: Fernando Maia / Prefeitura )

As medidas tomadas pela Prefeitura do Rio para evitar grandes aglomerações no Réveillon de Copacabana deram certo. Nesta sexta-feira (31), o público não lotou a praia como de costume e manteve a festa organizada na maior parte do tempo.

Além da circulação reduzida no transporte público, a chuva que caiu insistentemente nos últimos dias do ano também foi uma aliada: muita gente desistiu na última hora, por conta da previsão do tempo.

Depois de um ano sem a festa tradicional por conta da pandemia de Covid-19, quem persistiu no plano de aproveitar a queima de fogos na praia não se arrependeu.

À meia-noite em ponto, as 10 balsas, posicionadas a 450 metros da areia, lançaram 15 toneladas de fogos artificiais que iluminaram o céu com cores e formas, durante 16 minutos, com boas-vindas para o ano de 2022.

Copacabana – Foto de Júlio César Guimarães

O show pirotécnico foi acompanhado pelo set de música brasileira do DJ MAM, que animou o público nas 25 torres de som espalhadas pela Avenida Atlântica. O repertório foi eclético: samba, bossa-nova e funk fizeram parte da trilha.

Um 2022 de “beijos e abraços”

Em meio aos brindes, beijos e abraços da meia noite, algumas pessoas praticavam seus ritos de fé e esperança. Com branco nas roupas, flores ao mar, sete ondas puladas e orações, o ano de 2022 chegou cheio de esperança e beleza.

Nos primeiros minutos do ano, houve um arrastão na praia. Quatro pessoas foram esfaqueadas e um homem foi preso. Ainda não há maiores informações sobre o estado de saúde da vítima.

No ano passado, a festa foi cancelada por causa da pandemia.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: