QUAL É A BOA Rádio Show

Rádio Fluminense FM, a Maldita, vai ´ressurgir` no Teatro Municipal de Niterói com show de Lobão

Show do artista terá entrada gratuita neste sábado, no Theatro Municipal de Niterói

A celebração de 40 anos da história da mais importante rádio rock do Brasil: a Fluminense FM, também conhecida como A Maldita, continua, nos dias 27 e 28, no palco do Theatro Municipal de Niterói, com bate papo e show que relembram e comemoram a existência da rádio, famosa por ajudar a projetar nomes como Legião Urbana, Bacamarte, Paralamas do Sucesso, Kid Abelha e Celso Blues Boy.

No dia 27, às 20h, é a vez da festa de 40 anos da Fluminense FM relembrar suas histórias no talk show ‘Um Dia na Maldita’, com diversos convidados que fizeram a história da rádio. Participam da mesa-redonda Selma Boiron – a primeira locutora da rádio; Mylena Ciribelli – que fez locução entre 1983 e 1985; Luiz Antônio Mello – fundador da rádio Fluminense; Arthur Dapieve – crítico musical e especialista em Rock anos 80; além de Álvaro Luiz Fernandes – gerente de promoções da rádio; e do cantor e compositor Lobão. Para encerrar a programação, no dia 28, às 19h, sobe ao palco o trio de rock pilotado por Lobão.

Compositor e intérprete de sucessos como “Me Chama”, “Revanche” e “Cena de Cinema”, Lobão já era um músico alternativo – tinha integrado, nos anos 70, a pouco conhecida banda progressiva Vímana, ao lado de Ritchie e Lulu Santos – quando ficou nacionalmente conhecido nos anos 80 pelo seu talento e sua personalidade controversa. Para o seu sucesso, as rádios foram de extrema importância e a primeira rádio que apostou em tocar Lobão, ainda no seu primeiro álbum, foi a Fluminense FM, também conhecida como a Maldita. O ano era 1982, época em que surgia também a rádio, no dial 94,9 FM.

Comemorando os 40 anos da emissora – que saiu do ar em 2005 – será apresentado um talk show que simula um programa de rádio. Um papo com o músico Lobão, o cofundador da Rádio, jornalista Luiz Antonio Mello, a locutora Selma Boiron (a primeira a entrar no ar na Maldita), o gerente de promoções da emissora Alvaro Luiz Fernandes, o cantor e compositor Marcos Sabino, e o jornalista, escritor e pesquisador Arthur Dapieve.

Lançadora do chamado B Rock (expressão criada por Arthur Dapieve), rock brasileiros dos anos 80, a Fluminense tocou fitinhas K7 caseiras de nomes como Celso Blues Boy, Blitz, Kid Abelha, Paralamas do Sucesso, Legião Urbana.

Na Sala Carlos Couto, anexa ao Teatro Municipal, uma exposição mostra fotos, objetos, memorabilia, raridades presentes na história da Maldita. A produção e curadoria são de Alessandro ALR.

Lobão participa do talk show exatamente porque foi o primeiro artista a levar uma fita gravada profissionalmente para tocar na rádio. Foi o seu álbum de estreia, “Cena de Cinema”, que foi tocado na íntegra na rádio, uma gravadora ouviu e virou LP que também faz 40 anos.

No dia seguinte, sábado (28) ainda no Municipal, as 19 horas, Lobão fará um show, com o seu trio, que está definindo como “histórico”. Os eventos são produzidos pela Bessa Realizações e  tem ingressos gratuitos. Basta ir na bilheteria do Teatro que vai abrir as 17 horas. Detalhes no Instagram @malditafesta

AQUISIÇÃO DO INGRESSO GRATUITO 

Entrada gratuita, mediante doação de 1kg de alimento não perecível para o Programa Niterói Solidária.

Retirada de até 2 ingressos por pessoa na bilheteria do teatro, nos dia do espetáculo, a partir das 16h30.

Validação da gratuidade mediante entrega da doação por pessoa.

SOBRE A RÁDIO MALDITA

A Fluminense FM – A Maldita foi inaugurada em 1º de março de 1982, em Niterói, Rio de Janeiro. Neste momento teve início uma mudança radical no meio radiofônico e musical brasileiro, com uma locução exclusivamente feminina, sendo a locutora Selma Boiron a responsável pela inauguração da rádio.

A rádio ocupou o dial que era anteriormente da Rádio Difusora Fluminense, que iniciou os trabalhos dez anos antes. Com a reformulação, em meados de 1981, chegaram à equipe os radialistas Amaury Santos e Sérgio Vasconcellos, comandados pelo jornalista Luiz Antonio Mello, todos beirando os vinte e poucos anos, na época. De início, Mello seria responsável por apenas um programa, que teria o nome de Rock Alive, mas conseguiu não somente ser aprovado, como também transformar o dial em uma rádio 24 horas dedicada ao rock. Dando oportunidades para bandas novas que surgiam no cenário nacional, a Maldita ajudou a escrever um capítulo importante na história do rock brasileiro.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: