NITEROIMAIS

Revista Eletrônica de Niterói

Queijo de Alagoa-MG é eleito o melhor do mundo em concurso na França pela 2ª vez consecutiva e produtora celebra: ‘tantas emoções’

Produtores de queijo de Minas Gerais conquistaram 40 medalhas entre as 57 conferidas a queijos brasileiros, no concurso Mondial du Fromage et des Produits Laitiers (Mundial de Queijos e de Produtos Lácteos), realizado na França.

A competição, organizada pelo Guilde Internationale des Fromagers (Guia Internacional dos Queijeiros), está em sua quinta edição, e foi realizada entre 12 e 14 de setembro, na cidade de Tours. Além dos prêmios, o evento promove encontros e palestras com especialistas do setor de todo o mundo.

Participaram 900 queijos de 46 países. O Brasil concorreu com 183 exemplares dos estados de Minas Gerais, São Paulo, Pará, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná. Durante o concurso, foram disputadas 331 medalhas. Os brasileiros conquistaram cinco medalhas na categoria “super ouro”, 11 de ouro, 24 de prata e 17 de bronze.
De acordo com a SerTãoBras, instituição que organizou a ida dos produtores brasileiros à França, está confirmada a realização do 2º Mundial de Queijos do Brasil, no Museu do Inhotim, em Minas Gerais, de 15 a 18 de setembro de 2022.

Queijo de Alagoa-MG é premiado pela segunda vez consecutiva

Depois de conquistar o ouro em 2019, o Queijo Premium Maturado de 60 dias, fabricado na Fazenda Bela Vista, em Alagoa, no Sul de Minas Gerais, voltou a levar pra casa uma medalha de ouro no concurso Mondial du Fromage et des Produits Laitiers (Mundial de Queijos e de Produtos Lácteos), realizado na França, neste ano. O concurso é realizado de 2 em 2 anos.

Segundo a produtora e uma das proprietárias da fazenda, Thaylane Siqueira Guedes, “a sensação foi como se fosse pela primeira vez”, enfatizou.

%d blogueiros gostam disto: