NITEROIMAIS

Revista Eletrônica de Niterói

Palmeiras vence Fluminense e segue na liderança do Campeonato Brasileiro

O Palmeiras contou com um gol contra do zagueiro Manoel para bater o Fluminense por 1 a 0 na noite deste sábado, no Allianz Parque, e referendar o ótimo momento na temporada. Agora são nove vitórias seguidas para o Verdão, sete delas no Campeonato Brasileiro. A consequência aparece na tabela, com a liderança garantida em mais uma rodada. O Fluminense, em contrapartida, lamenta a segunda derrota seguida – e em especial o azar no lance do gol. Até aquele momento, os tricolores faziam boa partida e tinham as melhores chances.

Com a vitória, o Palmeiras subiu para 31 pontos, agora seis à frente do segundo colocado, o Atlético-MG – que recebe o Bahia na manhã deste domingo. O Fluminense, com duas derrotas seguidas, é o nono, com 17 pontos, e deve perder posições até o fim da rodada.

O Fluminense joga já nesta terça-feira, fora de casa, contra o Criciúma, pela Copa do Brasil. E volta a enfrentar os catarinenses no sábado, dia 31. Por isso, o Tricolor só volta a atuar pelo Brasileirão no dia 8 de agosto, como visitante, diante do América-MG.

De Marcos Rocha para Raphael Veiga, de Raphael Veiga para a área, de Manoel para a própria meta. O gol contra do zagueiro, após erro de Egídio na marcação, foi o lance capital da partida.

O Fluminense não se intimidou com o líder do Campeonato Brasileiro e começou o jogo com postura ousada, trabalhando a bola e buscando forçar tramas ofensivas. As primeiras finalizações foram tricolores: uma de Martinelli, para fora, e outra em linda jogada trabalhada de pé em pé – e encerrada com dois chutes sequenciais de Gabriel Teixeira, ambos bloqueados por Zé Rafael. O Palmeiras, com o tempo, conseguiu avançar o time em campo, aproveitando o recuo adversário. Só que teve dificuldades em transformar essa mudança de panorama em chances de gol. Zé Rafael, em desvio de cabeça, até poderia ter marcado, mas quem chegou com mais perigo, mais uma vez, foi o Fluminense. Após reposição de Weverton, os visitantes retomaram a bola, que chegou a Fred. Ele acionou Nenê, que teve o chute defendido pelo goleiro palmeirense. A jogada acabou anulada por impedimento, mas a posição era legal – se tivesse saído o gol, o VAR validaria.

A largada do segundo tempo não trouxe grandes novidades à partida. O Palmeiras continuava com dificuldades para vencer a marcação tricolor. E o Fluminense tentava uma ou outra saída. Até que um lance quase ocasional, aos oito minutos, colocou o Verdão na frente. Raphael Veiga recebeu de Marcos Rocha na direita, às costas da marcação de Egídio, e cruzou para a área. Manoel tentou cortar a mandou contra: 1 a 0. Logo depois do gol, João Martins (auxiliar de Abel Ferreira, suspenso) mudou três peças do ataque: saíram Deyverson, Gustavo Scarpa e Wesley, entraram Willian, Dudu e Breno Lopes. Com Raphael Veiga crescendo em campo, o Palmeiras cresceu junto. Aí Roger Machado também resolveu fazer trocas, sacando os veteranos Nenê e Fred – que deram lugar a Cazares e Abel Hernández. O Palmeiras seguiu melhor. Aos 28, Dudu acionou Willian, que limpou a marcação e mandou o chute. Marcos Felipe defendeu. Mas então, na reta final, o Fluminense cresceu. Tentou o empate em finalizações de Samuel Xavier e de Yago Felipe. Mas não conseguiu o gol. Teve que lamentar uma derrota doída, nascida de um gol contra.

%d blogueiros gostam disto: