Destaque NOTÍCIAS Tecnologia

Oi vende TV por assinatura para Sky

A Oi anunciou o início do processo de venda de seu último grande ativo: a base de clientes de TV por assinatura via satélite para a Sky. O negócio é estimado em cerca de R$ 20 milhões, bem inferior aos R$ 15,92 bilhões acertados com a venda da operação de telefonia móvel para as rivais Claro, Vivo e TIM.

A Oi tem 1,146 milhão de clientes de TV, de acordo com o balanço financeiro do primeiro trimestre deste ano. Esse contingente vai se somar aos 38,5 milhões de clientes móveis que eram da Oi e estão migrando para as rivais.

Assim que esses dois negócios forem concluídos, a companhia carioca vai ter apenas 26% dos clientes que tinha antes da venda dessas operações, ficando com 14,091 milhões entre usuários de telefone fixo e internet banda larga.

De acordo com a Oi, o negócio de TV envolve ainda a utilização e operação da infraestrutura de IPTV da Oi. Segundo a operadora, a venda segue a estratégia acordada com os credores por conta do processo de recuperação judicial, que deve ser encerrado até o fim de maio. Em março, a 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio estendeu por mais dois meses o processo de conclusão da empresa.

Nesta sexta-feira, a tele carioca realiza assembleia geral ordinária e extraordinária para aprovar as contas do ano passado e fixar o volume de remuneração dos seus diretores.

Com a venda da Oi Móvel, a operadora lançou novamente uma nova marca. Desta vez, sai de cena o apresentador Marcos Mion (que se transformou no novo garoto-propaganda da TIM). Quem assume o lugar é o influencer Whindersson Nunes, que já fazia campanhas desde 2015.

A ideia do novo posicionamento é retratar que agora a Oi tem apenas o serviço de internet. “O projeto resultou na incorporação de novos elementos gráficos, representando a fibra”, disse a companhia em comunicado.

A nova campanha reflete o principal ativo da Oi, a InfraCo, com mais de 400 mil quilômetros de fibra, que foi rebatizada de V.tal. Em 2021, a Oi vendeu parte dessa empresa para os fundos do BTG, que compraram 57,9% do capital social votante da companhia por R$ 12,9 bilhões. Mas o negócio ainda depende do aval da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Anatel ainda precisa aprovar venda de fibra

Assim, a Oi passa a ter como principal serviço a internet banda larga fixa Oi Fibra, que já conta com mais de três milhões de clientes no país. Pelo novo desenho criado pela companhia, a Oi passa a ser uma cliente da V.tal, dona da infraestrutura de fibra óptica. A V.tal vai operar apenas no mercado de atacado, prestando serviço para outras operadoras.

 

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: