NITEROIMAIS

Revista Eletrônica de Niterói

Nova sede do Instituto de Artes e Comunicação Social da UFF, será concluídos até novembro

A obra, uma parceria entre a Prefeitura de Niterói e a Universidade, tem previsão de conclusão para o segundo semestre de 2022

A Prefeitura de Niterói conclui, até novembro, as obras em sete espaços do novo Instituto de Artes e Comunicação Social (IACS) da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Campus do Gragoatá. Com projeto orçado em R$ 28 milhões, a sede do IACS contará com 110 salas interligadas e divididas em blocos de salas de aula, além de anfiteatro, pátio e sala de exposição. A intervenção, viabilizada através de parceria entre a Prefeitura e a universidade, está seguindo o projeto elaborado pela Empresa Municipal de Moradia Urbanização e Saneamento (Emusa). O prefeito de Niterói, Axel Grael, vistoriou as obras nesta terça-feira (28).

O Instituto de Artes e Comunicação Social foi fundado em 1968, tem cinco departamentos e aproximadamente 3.500 alunos. O prefeito de Niterói, Axel Grael, destacou que as obras do novo prédio reforçam Niterói como uma cidade atuante e que forma diversos profissionais na área da comunicação e do audiovisual. “No novo IACS, teremos a oportunidade de desenvolver trabalhos na área da educação, da ciência, mas também será um espaço para a cultura e para encontros. Essa obra que estamos realizando estava abandonada há muito tempo. Estão saindo do papel em função da parceria da Prefeitura com a UFF, que envolve também outras ações, como o Programa de Desenvolvimento de Projetos Aplicados (PDPA)  e o Cinema Icaraí. Vamos avançando nesta cooperação, e quem ganha é a cidade de Niterói, a ciência e a Educação”, disse.

O prefeito destacou também que a obra gera 70 empregos neste momento. “A construção civil é uma das atividades que mais geram emprego rapidamente. As obras que estão sendo realizadas pela Prefeitura de Niterói, como esta, em parceria com a UFF, são uma grande chance de abrirmos postos de trabalho na nossa cidade”, defendeu.

O reitor da universidade, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, pontuou que a sede do IACS é um prédio acadêmico que devolve profissionais para o município, gerando emprego e renda. “É uma grande injeção de ânimo fazer uma visita técnica a essa obra, que vai abrigar toda a grandeza do IACS. Esse é um investimento conjunto da Universidade com a Prefeitura de Niterói. Estamos muito animados porque é um momento de muita dificuldade para a Universidade. São as parcerias, as cooperações que têm feito entregar bons resultados, sempre com força na educação, na ciência e na tecnologia”, pontuou.

De acordo com o presidente da Emusa, Paulo César Carrera, já estão concluídos quatro espaços da nova sede: dois blocos de salas de aula, a sala de exposição e o pátio. Até o mês de novembro a expectativa é de que mais três blocos estejam concluídos, totalizando sete o número de espaços prontos. “A cobertura com impermeabilização, parte elétrica e hidráulica, instalação de ar condicionado também já estão concluídas. Noventa por conta das fachadas já estão prontas e está sendo iniciado agora a parte de urbanização externa, com a instalação de piso intertravado nos pátios”, detalhou.

Deputado estadual e professor do IACS, Waldeck Carneiro ressaltou que o IACS é um celeiro de formação do pensamento crítico e criativo dentro da universidade. “Quero registrar a importância deste projeto, que simboliza esta parceria institucional com uma visão estratégica e de estado, oferecendo à cidade e entregando equipamentos e iniciativas importantes. Esta parceria é um exemplo para o Brasil de como as instituições públicas podem operar de forma republicana e desenvolver projetos que sejam positivos para a cidade”, disse.

Na nova sede, ficarão abrigados os cursos de Graduação em Arquivologia, Artes, Biblioteconomia e Documentação, Cinema e Audiovisual, Comunicação Social, Estudos de Mídia, Jornalismo, Produção Cultural, e de Pós-Graduação em Ciências da Informação, Cinema e Audiovisual, Comunicação, Cultura e Territorialidades, Mídia e Cotidiano e Estudos Contemporâneos das Artes.

%d blogueiros gostam disto: