Destaque Niterói

Niterói vai investir R$ 400 milhões para transformar o Centro da cidade

A modernização e a revitalização do Centro de Niterói serão marcas dos 450 anos da cidade, que serão comemorados em 2023. O Centro 450 terá investimentos de cerca de R$ 400 milhões em obras que vão transformar a paisagem, a infraestrutura, a mobilidade e a acessibilidade da região central de Niterói. As intervenções vão gerar 2.400 empregos diretos e 3.600 indiretos. Serão 10 quilômetros de vias reurbanizadas. A meta é que o Centro tenha mais três mil unidades habitacionais nos próximos três anos.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, fez, nesta quarta-feira (16), na Sala Nelson Pereira dos Santos, uma apresentação das obras no centro da cidade. As intervenções foram detalhadas pelo secretário de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier.

Axel Grael destacou as melhorias no Centro de Niterói e, com isso, a possibilidade de atrair novos investimentos.

“Estamos fazendo uma grande transformação na nossa cidade desde 2013, com resiliência e uma série de investimentos em infraestrutura. Entramos em outra etapa agora. A cidade comemora 450 anos no próximo ano e já começamos a celebrar com esse conjunto de intervenções que vão melhorar ainda mais a cidade em termos de estrutura, qualidade de vida e também com a possibilidade de novos serviços e investimentos. Esse esforço é recompensado pela geração de empregos, oportunidades e pelas parcerias com a iniciativa privada, que traz investimentos. A cidade cresce como um todo”, afirmou o prefeito.

O secretário de Urbanismo, Renato Barandier, lembrou a importância histórica do Centro no desenvolvimento da cidade.

“O Centro é o principal ponto na cidade. Todos os moradores dependem, em alguma medida, do Centro de Niterói. É uma área de importância estratégica na Rede Metropolitana do Rio. O leste metropolitano, com 2 milhões de habitantes, depende do Centro para acessar a cidade do Rio, pela ponte, barcas ou ônibus. As intervenções, além de melhorarem e reordenarem o trânsito e os espaços públicos, também pretendem trazer investimentos”, explicou o secretário. Barandier acrescentou que o projeto democratiza o acesso à cidade com o objetivo de fazer com que pessoas morem perto do trabalho em habitações dignas.

Também participaram do evento o vice-prefeito, Paulo Bagueira; o secretário Executivo Bira Marques; a secretária de Conservação, Dayse Monassa; o reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Antonio Claudio Lucas da Nóbrega; e o vereador Leandro Portugal, representando a Câmara Municipal.

Uma das obras no Centro de Niterói é a revitalização da Avenida Amaral Peixoto, com a criação de um corredor verde na via. Também está prevista a reurbanização da Rua da Conceição, com a ampliação do passeio público, fios e cabos subterrâneos, e melhorias de acessibilidade. A Avenida Visconde do Rio Branco será transformada com a criação de um corredor de transporte para melhorar a mobilidade, paisagismo e iluminação em LED.

Outra intervenção será a reformulação de ruas que vão integrar o Centro ao Caminho Niemeyer. Serão criadas novas quadras no lote onde funcionou um supermercado. Neste trecho, serão formados oito quarteirões para permitir o acesso de veículos e pedestres ao local que reúne as obras do arquiteto Oscar Niemeyer.

O vice-prefeito, Paulo Bagueira, disse que as obras vão mudar profundamente o Centro da cidade.

“Uma carta de projetos desse tamanho vai promover uma transformação na vida de quem mora e quem frequenta o Centro de Niterói. Tudo isso é possível porque os projetos são feitos a partir da escuta e da parceria com a sociedade. Isso faz com que os resultados apareçam”, ressaltou o vice-prefeito.

Em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Prefeitura vai construir uma Pista de Atletismo no Campus do Gragoatá, no Instituto de Educação Física. A iniciativa vai beneficiar não apenas a comunidade acadêmica, mas toda a população de Niterói. O reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, destacou a parceria entre a Prefeitura e a universidade.

“Essa parceria já aparece em vários programas de interesse para o cidadão, e se destaca nesse projeto para a recuperação do espaço de atletismo da UFF. Tenho certeza que Niterói sairá novamente como um exemplo de aproximação entre poder público, academia e empresariado para a geração de emprego e renda, com uma visão de inovação e de retorno para a população mais vulnerável”, argumentou o reitor da UFF.

Depois das áreas de Saúde e Educação, as obras no Centro de Niterói (Centro 450) são o terceiro eixo do Niterói 450, um plano que prevê investimentos de R$ 2 bilhões até 2024.

AS OBRAS NO CENTRO DE NITERÓI:

– Revitalização da Avenida Amaral Peixoto (corredor verde): R$ 20 milhões
– Reurbanização da Rua da Conceição: R$ 30 milhões
– Corredor de Transporte da Avenida Visconde do Rio Branco: R$ 50 milhões
– Nova Praça Arariboia: R$ 10 milhões
– Duplicação do bicicletário da Praça Arariboia: R$ 1 milhão
– Parque Esportivo Concha Acústica: R$ 97,5 milhões
– Pista de Atletismo na UFF (Campus do Gragoatá): R$ 14 milhões
– Entorno da Concha Acústica: R$ 20 milhões
– Revitalização das avenidas Marquês do Paraná (norte) e Jansen de Melo: R$ 60 milhões
– Revitalização do Portugal Pequeno: R$ 7 milhões
– Reforma das praças do Rink, Jardim São João, Praça das Águas, República e Leoni Ramos: R$ 5 milhões
– Reforma do prédio da Caixa Econômica Federal: R$ 25 milhões
– Urbanização da Comunidade do Sabão: R$ 15 milhões
– Parque das Águas Escondidas: R$ 14 milhões
– Urbanização do Morro da Penha: R$ 5 milhões
– Recuperação Casa Norival de Freitas: R$ 30 milhões
– Recuperação Jardim do Solar do Jambeiro e Janete Costa: R$ 3 milhões

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: