Destaque Niterói

Niterói reforça protagonismo das cidades na abertura da IV Conferência Brasileira de Mudança de Clima

Aconteceu nesta sexta-feira (10), no Theatro Municipal de Niterói, a cerimônia de abertura da quarta edição da Conferência Brasileira de Mudança de Clima (CBMC). O evento teve a participação do prefeito de Niterói, Axel Grael, e do secretário municipal do Clima, Luciano Paez. O tema central da conferência é “Emergência e vulnerabilidade climática: impactos e soluções”.

A Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC) é um movimento idealizado pelo Instituto Ethos e correalizado por diversas organizações não governamentais, movimentos sociais, populações tradicionais e originárias, governos locais e a comunidade científica. O objetivo é propor uma articulação em rede para a construção conjunta de conteúdo e posicionamentos, para a realização de debates. A conferência também vai propor soluções para a descarbonização da economia brasileira e para o enfrentamento da crise climática em alinhamento com os objetivos destacados no Acordo de Paris.

O prefeito de Niterói deu as boas-vindas aos presentes e fez um agradecimento às instituições reunidas no evento. Axel Grael destacou que são instituições que têm legitimidade e um trabalho realizado em relação às mudanças climáticas. O prefeito afirmou que o Brasil precisa ser protagonista nas discussões sobre o tema.

“Precisamos reunir esforços para que a gente convença a todos de que o nosso país precisa ter um papel de protagonismo nas esferas de discussão planetária sobre sustentabilidade e mudanças climáticas. Vimos no ano passado em Glasgow, na COP 26 (Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima), uma situação que espelha bem a realidade do Brasil. Havia lá um stand enorme do governo brasileiro, um latifúndio vazio com poucas atividades. E havia também um stand da sociedade civil brasileira, que era o lugar mais concorrido. Havia eventos acontecendo a qualquer hora do dia. Muita gente interessada em ouvir o que a sociedade brasileira tinha a falar sobre o clima. Vimos lá falas muito importantes e que não estavam representadas pelo governo brasileiro naquela ocasião”, disse Axel Grael.

Após a abertura oficial, Niterói e outros municípios, como Rio de Janeiro e São Paulo, assinaram a carta de adesão à Rede Cidades pelo Clima, uma iniciativa da organização não governamental internacional ICLEI (Governos Locais pela Sustentabilidade). O prefeito Axel Grael aceitou o convite para ser conselheiro do ICLEI para a América Latina, e reforçou a importância das cidades no enfrentamento da crise climática.

“A gente vem ganhando um amadurecimento global sobre o tema do clima, mas não na velocidade que se precisa. Acho que os municípios têm um protagonismo óbvio nessa atividade. A gente precisa organizar a participação das cidades. O ICLEI tem conseguido atrair os municípios. Acompanho o ICLEI desde a década de 90. É uma instituição sólida, com um legado importante nessa agenda. Pra mim, é um orgulho poder contribuir de uma forma mais efetiva”, afirmou Axel.

O secretário municipal do Clima, Luciano Paez, destacou a diversidade dos participantes da conferência. “Não podia ser de outra forma. Com a participação de todos. Governos, empresas, universidades e pessoas da sociedade. Assim tem sido feita a construção da política pública do Clima em Niterói. É fundamental que a gente faça a construção de forma conjunta. Esta cidade tem tradição na questão da sustentabilidade. Vamos juntos construir a agenda climática, que é a agenda atual de Niterói”, disse Luciano Paez.

Além do prefeito Axel Grael e do secretário Luciano Paez, participaram da cerimônia de abertura da quarta edição da Conferência Brasileira de Mudança de Clima o diretor-presidente do Instituto Ethos, Caio Magri; a coordenadora do The Climate Reality Project, Renata Moraes; o secretário executivo do ICLEI, Rodrigo Perpétuo; a representante da Fundação Amazônia Sustentável, Giovana Figueiredo; a superintendente de Sustentabilidade e Clima da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, Samantha Della Bella; a representante da Fundação Avina, Ana Carolina Lourenço; e da gerente de Relações Institucionais do Centro Brasil no Clima, Flavia Bellaguarda. A conferência termina neste sábado (11).

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: