Destaque Niterói

Niterói organiza força-tarefa para limpar o Centro Histórico de Petrópolis

A Prefeitura de Niterói realizou neste domingo (20) um mutirão para auxiliar na limpeza das ruas do Centro Histórico de Petrópolis, uma das regiões mais afetadas pelas chuvas da última semana. Cerca de 200 trabalhadores da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) e da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) atuaram na Rua do Imperador e vias próximas com caminhões-pipa com jato d’água, maquinário, equipamentos e ferramentas para limpar e desobstruir as ruas.O prefeito de Niterói, Axel Grael, acompanhou o trabalho e também se reuniu com o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, a quem ofereceu ajuda também em projetos futuros para a recuperação da cidade da Região Serrana.

“Além de auxiliar na limpeza das ruas, Niterói está auxiliando a Prefeitura de Petrópolis com equipes da Assistência Social, Defesa Civil e Proteção Animal para dar suporte ao trabalho de buscas e também no apoio emocional às famílias que foram afetadas por essa tragédia. Estamos trabalhando de forma articulada com o prefeito Rubens Bomtempo desde o primeiro dia, e oferecemos ajuda também com projetos de recuperação da cidade”, detalhou o prefeito.

O prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, agradeceu ao povo de Niterói pelos donativos recebidos nos últimos dias e também pela colaboração do poder público da cidade.

“Temos uma relação histórica com Niterói e eu tenho certeza que essa colaboração entre os municípios fica como um exemplo de solidariedade. Essa rede de solidariedade que está subindo a serra tem sido extremamente importante”, ressaltou Bomtempo.

“Eu sou moradora de Petrópolis há 70 anos. Viemos agora ver como estão os trabalhos e nos deparamos com essa rede de ajuda. Fiquei muito confortada por ver a equipe de Niterói trabalhando com tanto afinco para nos ajudar. Agradecemos, em nome do povo petropolitano, à Prefeitura de Niterói”, disse Eunice Wals, moradora e proprietária de imóveis em Petrópolis.

A Clin e a Seconser enviaram cerca de 200 profissionais, entre garis, motoristas, mecânicos, operadores das pipas com jatos d’água de lavagem de pistas. O presidente da Clin, Luiz Fróes, ressaltou que o momento é de solidariedade com o município vizinho e que os servidores da companhia estão prontos para cooperar.

“Niterói está estendendo a mão para ajudar no que nós pudermos, assim como outros municípios também estão de mãos dadas aqui. A população de Niterói sempre é solidária. Nenhuma cidade se ergue dessa situação de guerra sem apoio. Nós estamos aqui representando aqueles que não podem vir pra cá”, afirmou Luiz Fróes.

A gari Vanessa Maria da Rocha, 42 anos, está há 7 anos na Clin e foi uma das voluntárias que participou da limpeza do Centro de Petrópolis. Para ela, foi uma forma de demonstrar amor ao próximo através daquilo que ela sabe fazer.

“Eu me sinto honrada por estar aqui hoje trabalhando para impedir a propagação de doenças e melhorar a autoestima da população.  É hora de todos demonstrarmos solidariedade”, afirmou.

Assistência Social – A Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária (Smases) está auxiliando a Secretaria de Assistência Social de Petrópolis no acolhimento às famílias desabrigadas. Segundo o secretário Elton Teixeira detalhou a atuação dos profissionais niteroienses. São 16 profissionais por dia, entre psicólogos, assistentes sociais e educadores, atuando em duas unidades de acolhimento temporário, nos bairros Independência e Quitandinha.

“Estamos auxiliando no atendimento das famílias que estão desabrigadas e foram acolhidas temporariamente. Muitas perderam familiares ou tiveram as casas interditadas. É um cenário de tragédia. São cerca de 1.200 desabrigados em 23 unidades de acolhimento e a gente espera que essa rede de solidariedade ajude a cidade a passar por esse momento triste”, explicou Teixeira.

O secretário lembrou que, em apenas dois dias, a campanha Niterói Solidária arrecadou cerca de 10 toneladas de doações para ajudar às vítimas das chuvas em Petrópolis. Coordenada de forma voluntária pela primeira-dama da cidade, Christa Vogel Grael, a campanha segue recebendo itens para para doação em três pontos centrais da cidade: Clube Central (Icaraí), Caminho Niemeyer (Centro) e Shopping Itaipu Multicenter (Região Oceânica), de segunda a sexta, das 10h às 16h.  A maior necessidade dos moradores, neste momento, é de água potável (galões de até 20l), material de higiene e limpeza, fraldas infantis e geriátricas, absorvente higiênicos e alimentos não-perecíveis (prioridade para leite em pó), além de ração animal para cães e gatos. As equipes da Prefeitura estão responsáveis pela coleta, armazenamento e o transporte das doações até Petrópolis.

Demais ações – Desde quinta-feira (17), a Defesa Civil de Niterói tem deslocado equipes diárias com engenheiros, arquitetos, geógrafos e especialistas em geoprocessamento para Petrópolis. Equipes da Coordenadoria Especial de Direitos dos Animais e da Guarda Ambiental de Niterói também atuaram no resgate de animais na cidade imperial. O coordenador Marcelo Pereira ressaltou que Niterói está contribuindo ainda com doações de ração, medicamentos, insumos cirúrgicos e equipamentos de resgate. Também participaram da força-tarefa o secretário municipal de Defesa Civil e Geotecnia, Walace Medeiros, e a secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: