NITEROIMAIS

Revista Eletrônica de Niterói

Niterói inaugura primeiro Centro de Reabilitação Pós-Covid

No Hospital Municipal Oceânico

A Prefeitura de Niterói inaugurou  o Centro de Reabilitação Pós-Covid-19 no Hospital Municipal Oceânico, referência no tratamento de pacientes com Covid-19. O Centro de Reabilitação funcionará no térreo do hospital em uma área isolada do restante da unidade que atende pacientes com Covid-19.

Durante a inauguração, o prefeito Axel Grael disse que o Centro de Reabilitação é mais um esforço da Prefeitura de Niterói na recuperação total dos pacientes que tiveram Covid-19.

“É um orgulho pra gente esse trabalho pioneiro de recuperação dessas pessoas que, em função da Covid-19, ficaram com sequelas e dificuldades para voltar a suas rotinas. Aqui, elas poderão dar sequência ao seu tratamento para se recuperarem plenamente”, disse o prefeito.

Axel Grael também destacou que as pessoas que ainda não tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 ainda podem ir a um dos postos de vacinação para receber a imunização.

“A campanha de vacinação contra a Covid-19 em Niterói alcançou, na semana passada, toda a população com mais de 18 anos. Hoje iniciamos a vacinação dos jovens de 17 anos e vamos caminhar até os 12 anos. Quem ainda não tomou a vacina pode se dirigir a um dos postos. O importante também é que Niterói está se preparando para o que vem pela frente: a retomada da economia, a retomada do cotidiano das pessoas e a volta da geração de empregos. Mas para isso é fundamental que a gente vire essa página e que todos estejam vacinados”, falou Axel Grael.

A nova área do Oceânico é voltada para o atendimento de pessoas que contraíram a Covid-19, se recuperaram e apresentaram sintomas como fadiga, cansaço, dor crônica, fraqueza muscular, limitação respiratória, perda de olfato e paladar após a alta.

“Esse Centro vai ser muito importante para quem já teve Covid-19. Estimamos que cerca de 40% das pessoas que contraíram a doença apresentam algum tipo de sequela em graus diferentes. Muitas delas precisam de um trabalho de reabilitação e esse Centro de Reabilitação inaugurado hoje no Hospital Municipal Oceânico, um dos primeiros do Rio de Janeiro, terá essa missão”, disse o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira

Antes mesmo de abrir as portas do Centro de Reabilitação, equipes do Hospital já vinham realizando a busca ativa por pacientes que tiveram alta (nos últimos seis meses). Eles fazem a triagem inicial para determinar as necessidades de acompanhamento durante a reabilitação. A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói também realiza a busca por pacientes que venceram o coronavírus em outras unidades de saúde de Niterói.

De acordo com Gisela Motta, diretora geral do Hospital Oceânico, inúmeros pacientes já passaram por um processo inicial de reabilitação enquanto estavam internados.

“A recuperação da Covid-19 vai além da alta hospitalar muitas vezes. Vários pacientes, principalmente os que tiveram complicações e permaneceram internados por longos períodos, voltam para casa com sequelas que impactam sua saúde. Indo nesta direção, o Centro de Reabilitação Pós-Covid vem para atender esta demanda crescente”, esclareceu.

Funcionamento – Após o levantamento e a triagem realizada pelas equipes de saúde, o paciente será encaminhado à primeira consulta no Hospital Municipal Oceânico de Niterói. A capacidade será de 48 atendimentos individualizados por dia, realizados por profissionais da saúde de diversas áreas (fisioterapia, fonoaudiologia, médica, enfermagem, nutrição, psicologia) que se dividem para atender a demanda de cada paciente.

Na reabilitação, o paciente será classificado em uma escala de 0 a 4, sendo prioridade atender os casos mais graves (3 e 4) individualmente. Pacientes entre 1 e 2 serão atendidos coletivamente, em ações de grupo. Somando aos atendimentos individualizados, o Centro de Reabilitação poderá atender mais de 70 pessoas por dia.

Referência – O Hospital Municipal Oceânico é a primeira unidade do Brasil exclusiva para o tratamento de pacientes com Covid-19. A Prefeitura de Niterói arrendou as instalações de um hospital privado, que estava fechado. Foram realizadas obras de adequação na unidade para receber os primeiros pacientes que começaram a chegar logo depois de sua inauguração, em abril de 2020.

Em junho de 2021 a unidade alcançou uma marca histórica: duas mil altas de pacientes recuperados da Covid-19 desde a abertura.

%d blogueiros gostam disto: