Destaque Estado

Megaoperação policial na Vila Cruzeiro deixa 11 mortos, sendo 10 criminosos

Operação conjunta do Bope, PF e PRF na famosa favela localizada na Penha teve início na madrugada desta terça (24/05) e perdurava pela manhã

A madrugada desta terça-feira (24/05) foi marcada por um intenso tiroteio na Vila Cruzeiro, uma das maiores favelas do Rio de Janeiro, localizada na Penha, Zona Norte da capital fluminense.

Até às 09h, de acordo com informações da Polícia Militar, havia a confirmação de 11 mortos, sendo 10 criminosos e uma moradora, vítima de balada perdida. Ela foi identificada como Gabriele Ferreira da Cunha, tinha 41 anos e estava na entrada da Chatuba.

Segundo os moradores, os tiros começaram por volta das 04h. A PMERJ informou que o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e as polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF) iniciavam uma operação emergencial na comunidade quando foram atacados a tiros por bandidos.

O objetivo era prender líderes do Comando Vermelho que vivem na Vila Cruzeiro. As autoridades afirmam ainda que chefes do tráfico de outras favelas também dominadas pela facção, como Jacarezinho, Mangueira, Providência e Salgueiro (São Gonçalo), além de lideranças de estados das regiões Norte e Nordeste do país, também estão no local.

A operação era realizada tanto com agentes em solo quanto com um helicóptero blindado da PM. Ele, inclusive, ainda podia ser ouvido circulando pela região por volta das 09h15. Vale ressaltar que os tiros se concentravam na parte alta da favela, próximo a uma área de mata.

Até o fechamento desta matéria, já haviam sido apreendidos pela polícia 11 fuzis, 4 pistolas e uma granada.

”Precisamos desbaratar essa quadrilha que já é hoje responsável por mais de 80% dos confrontos armados do Rio de Janeiro. Essa facção criminosa que opera ali na região da Vila Cruzeiro atua numa campanha expansionista em todo o nosso estado”, afirmou o porta-voz da PM, tenente-coronel Ivan Blaz.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: