Estado

Justiça determina afastamento de deputado estadual Anderson Alexandre (Solidariedade)

A Justiça do Rio determinou o afastamento do deputado estadual Anderson Alexandre (Solidariedade) do cargo na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) nesta sexta-feira (28).

O ex-prefeito de Silva Jardim, na região das Baixadas Litorâneas, é acusado de ter desviado mais de R$ 1 milhão dos confres da prefeitura, em sua gestão. As investigações do Ministério Público do Rio (MPRJ) apontam que Anderson Alexandre é dono de uma organização criminosa. Ele nega a acusação.

Na denúncia do MP, outras seis pessoas são apontadas como integrantes da quadrilha que tem o ex-prefeito como chefe.

A quadrilha, segundo o MP, era composta por um grupo político que se manteve no poder em Silva Jardim. O grupo nomeou funcionários fantasmas em cargos comissionados no executivo municipal. Esses fantasmas deram apoio político ao prefeito na eleição de 2016.

Durante a campanha eleitoral de 2016, Alexandre foi condenado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por fraudar atas de convenção partidária das eleições pra prefeito. Dois anos depois, deixou o cargo e concorreu à Alerj. Em novembro de 2018, foi preso e cumpriu pena por três meses.

Nota de Anderson Alexandre

“O deputado jamais praticou atos ilícitos, nunca foi condenado criminalmente em nenhuma instância e tem a convicção de que será feita justiça. Anderson Alexandre permanece no exercício do mandato conferido pela Assembleia Legislativa do Rio uma vez que juiz de primeira instância não tem competência para examinar qualquer ação penal referente a deputado estadual.

O deputado reitera que a denúncia é requentada, ressurge em todo ano eleitoral, na tentativa de difamar o deputado junto ao eleitorado. É mais uma tentativa de espetacularização e criminalização da política, contudo não vai prosperar, pois confia na justiça”.

Veja quem são os denunciados

Anderson Alexandre

Roni Luiz Pereira da Silva – ex-presidente da Câmara de Silva Jardim

Jazimiel Batista Pimentel – ex-vereador

Adão Firmino de Souza – ex-vereador

Flávio Eduardo da Costa Brito

Fhelipe de Souza Aorim

Emerson Santos Leite – ex-procurador do município

Thais de Oliveira Gabardo – servidora

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: