NITEROIMAIS

Revista Eletrônica de Niterói

Igreja Universal recebeu R$72 milhões de líder de empresa acusada de golpe com Bitcoin

A Igreja Universal do Reino de Deus recebeu cerca de R$ 72 milhões em doações de Glaidson Acácio dos Santos, dono da empresa GAS Consultoria. O empresário é alvo de investigação da Polícia Federal e foi preso na última quarta-feira (25), na Operação Kryptos, sob suspeita de coordenar um esquema de pirâmide financeira.

A Universal confirmou o recebimento dos aportes e entrou com uma ação judicial de produção antecipada de provas. Segundo membros da igreja, o empresário deixou, subitamente, de frequentar os cultos. A Universal solicitou que fosse feita uma apuração em relação aos valores recebidos por temer ser envolvida em eventuais crimes, pelos quais Glaidson é investigado.

Em caso de comprovação da origem ilícita dos valores, as doações podem ser consideradas pelas autoridades, indícios de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, devido ao caráter atípico de negócios, como doações feitas em valores muito altos, por meio de transferência bancária ou cartão de crédito, de forma fragmentada, sem comunicação prévia, incompatível com o padrão de doações realizadas à instituição religiosa e às atividades desenvolvidas pelos doadores.

O Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) confiirmou que a defesa da Igreja Universal entrou com o pedido. Segundo o TJRJ, o processo foi distribuído e, atualmente, está na 1ª Vara Cível de Cabo Frio. Luciana Cesário de Mello Novais será a juíza responsável por analisar o pedido da igreja

%d blogueiros gostam disto: