Destaque Estado

Grupos saqueiam supermercado na Zona Norte do Rio

A unidade do supermercado Inter em Inhaúma, na Zona Norte do Rio, foi alvo de uma série de saques por grupos de pessoas na noite deste sábado (16). A Polícia Militar foi acionada para a ocorrência.

Em vários vídeos que circulam em redes sociais, é possível ver pessoas deixando o estabelecimento pela porta da frente com caixas de produtos nos ombros. Em outros, é possível ver o interior do estabelecimento com produtos pelo chão.

Com a chegada dos policiais, diversas pessoas fugiram do local e ninguém foi preso. Por causa do episódio, equipes das Rondas Especiais e Controle de Multidões (Recom) foram encaminhadas para a região.

Após saques, supermercado posta nota e cita ‘decepção e revolta’: ‘Fomos agredidos, violentados

O supermercado Inter em Inhaúma, na Zona Norte do Rio, publicou uma nota neste domingo (17), na qual cita o “desrespeito aos trabalhadores” e expressa o sentimento de “revolta”. A polícia apura se o tráfico está por trás dos crimes.

“Ontem a noite fomos agredidos, violentados e ficamos abalados e entristecidos com a brutalidade cometida contra a nossa equipe na unidade de Inhaúma, nossa loja foi invadida e saqueada”, diz o texto.

“Ao nos depararmos com as tantas cenas de destruição que circularam pela mídia, o nosso coração se encheu de tristeza e por que não confessar, de mágoa, decepção e revolta. Revolta com o desrespeito aos trabalhadores, aos nossos clientes que estavam na loja e que usufruem da loja, à nossa empresa, a quem honra o compromisso de servir há tantos anos a despeito das condições climáticas, econômicas, políticas ou quaisquer outras adversidades. Mas não há mal que vença o bem, que vença a força de uma equipe, do amor, da fé e do trabalho”, completa o texto.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: