Estado

Governo do Rio quer transformar o estado em polo de energia eólica offshore

O Governo do Rio quer transformar o estado em um dos principais polos de geração de energia eólica offshore do país. O Rio de Janeiro possui, atualmente, nove projetos de energia eólica offshore em fase de licenciamento ambiental no IBAMA – o equivalente a um quarto de todo o investimento nacional no setor – e o potencial de atração de investimentos, nos próximos anos, é superior a US$ 85 bilhões. A implantação desses projetos pode gerar mais de 300 mil empregos, diretos e indiretos.

– Esse segmento é considerado fundamental, em todo o mundo, para a diversificação sustentável da matriz energética. Por suas características, o litoral fluminense oferece vantagem competitiva para o desenvolvimento do polo de energia eólica offshore, e também conta com uma cadeia de serviços já consolidada. Nosso governo tem procurado entender as demandas do setor para buscar soluções que agilizem a implantação dos projetos e, assim, possibilitar também a geração de milhares de empregos e mais renda para a nossa população – afirmou o governador Cláudio Castro.

Nesse sentido, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Cássio Coelho, se reuniu com a empresa Neoenergia nesta segunda-feira (13/06). Ele pontua  que a execução de projetos de energia eólica offshore trará uma série de benefícios para o estado, a começar por empregos qualificados.

– Esses projetos possibilitarão o aumento da segurança energética estadual, importante fator competitivo para atração de novos investimentos, e arrecadação tributária. Podem representar ainda a criação de novas demandas para a indústria naval fluminense, como contratos para navios lançadores de cabos de energia, navios guindastes para lançamento das torres, embarcações para transporte das torres, pás e complementos e para manutenção das usinas. Possibilitará, também, a atração de fabricantes das pás e complementos – explica o secretário.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico está elaborando mapas do potencial de geração de energia limpa no estado e vai promover, no dia 22 de julho, um seminário sobre energias renováveis.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: