Destaque Estado

Governo do Estado inicia força-tarefa e PM tenta retomar 12 estações da SuperVia consideradas perdidas

O Governo do Estado inicia, nesta sexta-feira, uma força-tarefa na SuperVia. Entre as ações está uma vistoria técnica em um dos ramais da concessionária que será feita pela Secretaria de Estado de Transporte e a Central Logística, em conjunto com a Agetransp. Ainda não foi divulgada em qual ramal o procedimento será realizado. Além disso, a Polícia Militar vai colocar em prática um plano de retomada de 12 estações que hoje são consideradas perdidas para o crime organizado.

Através do Twitter, a PM informou que agentes, em apoio ao Grupamento de Polícia Ferroviária (GPFer), já estão reforçando o policiamento nas estações de Guapimirim, Saruí e Parada Angélica, na Baixada Fluminense. Na Zona Norte também há registro de policiais na estação de Manguinhos.

As demais estações que devem receber policiamento nos próximos dias são: Senador Camará, Barros Filhos, Costa Barros, Parada de Lucas, Vigário Geral, Jacaré, Honório Gurgel e Del Castilho.

Na noite desta quinta-feira, o governador do Rio, Cláudio Castro, já havia anunciado que a PM iria começar a colocar em prática o plano de retomada de algumas estações nesta sexta-feira. “É preciso diferenciar segurança pública, área que o governo tem apresentado insistentemente resultados positivos, de segurança patrimonial de responsabilidade da concessionária como estipulado em contrato. O que está lá é patrimônio público do povo do Rio de Janeiro e não pode ser dilapidado por negligência ou por má fé”.

Segundo Castro, a concessionária mantém um convênio assinado coma Polícia Militar que garante um assento da empresa no Centro Integrado de Comando e Controle para o rápido acesso às forças policiais. Mas que, em nenhum momento, a SuperVia utilizou esse recurso.

O governador do Rio, Cláudio Castro, ainda anunciou a suspensão da negociação do aumento da tarifa da SuperVia. Ele considerou ainda como “cara de pau” o pedido de reajuste. Mesmo depois da criação da força-tarefa para coibir os roubos de cabos, dois ramais da SuperVia pararam nesta quarta-feira (6) por causa dos furtos. Cinquenta e quatro estações amanheceram fechadas.

“É um absurdo que uma concessionária submeta a população do Rio de Janeiro ao fechamento de 54 estações e imponha a sua incapacidade operacional ao cidadão fluminense”, disse o governador.

Em pronunciamento, Castro afirmou que o Estado do Rio de Janeiro tem feito a sua parte e atua em boa fé com todas as concessionárias, mas que ainda cabe à SuperVia fazer a parte dela. O governador listou uma série de falhas operacionais que têm ocorrido. Segundo ele, falta manutenção, conservação, há composição sem controle que sobe na plataforma, viagens são interrompidas por queda na rede elétrica, portas dos vagões não fecham, o tráfego permanece interrompido e os atrasos são rotina na vida dos usuários.

Números questionados

“É inadmissível atribuir todas as questões a furto de cabo. Mesmo quando atacamos diretamente esse ponto, os números divulgados pela concessionária não se sustentam quando confrontados com registros oficiais da Agetransp. Segundo a concessionária, em 2021, foram furtados 38 quilômetros de cabo. Se o número fosse real, não haveria mais trens em circulação”, relatou o governador. Também no pronunciamento, Castro disse que o governo não vai “tolerar insuficiência técnica” da SuperVia.

O governador disse ainda que a interrupção das tratativas com a concessionária será até o serviço seja normalizado. “Esse ano, em 90 dias de operação em 82 deles a SuperVia apresentou problemas. A segurança pública não será utilizada como justificativa para problemas da concessionária. O governo do estado não vai dar um real sequer de recurso para acionista enquanto o povo do Rio de Janeiro não recebe um real de investimento em retorno”.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: