Católicos em Ação NOTÍCIAS

“Fui vítima de agressão”: padre Robson fala pela 1ª vez após processo

Em pronunciamento oficial, padre afirma que "verdade vencerá" e diz que passou por constrangimento e humilhação

Por meio das redes sociais, o padre Robson de Oliveira se manifestou nesta quinta-feira (21/4), pela primeira vez, após o arquivamento do processo movido contra ele por supostos desvios milionários de dinheiro de fieis na Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), antes presidida pelo religioso.

Na última segunda-feira (18/4), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) encerrou, após emissão de certidão de trânsito em julgado, o processo do Ministério Público de Goiás (MPGO) contra o ex-reitor de Basílica de Trindade. Conforme a defesa do padre, o órgão estadual não se manifestou a tempo no processo e o prazo caducou.

Veja o vídeo:

“Verdade vencerá a mentira”
No pronunciamento oficial, o padre afirma que “há um ano e oito meses foi vítima de uma agressão absurda”. Segundo ele, “teve a casa invadida da pior maneira que alguém possa imaginar” e a privacidade desrespeitada sem nenhum escrúpulos.

“Fiquei sabendo da investigação naquele momento [cumprimento do mandado de busca e apreensão]. Na verdade, até hoje, eu nunca fui ouvido, perguntado, nada. Eu não sabia de nada do que estava acontecendo, mas toda a imprensa já estava sabendo e, inclusive, já havia sido convocada há dias, para aquele momento, para aquela manhã”, diz ele.

“O constrangimento e a humilhação foram tão grandes, que praticamente fizeram ao vivo, de dentro do meu quarto, algo insano, ilegal, desnecessário, humilhante e, certamente, organizado de uma forma antecipada e meticulosa. Rapidamente percebi do que se tratava e vi que a verdade não importava para aquelas pessoas”, reforça o padre.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: