NITEROIMAIS

Revista Eletrônica de Niterói

Fluminense é superado fora de casa pelo Internacional

Depois de iniciar o confronto de quartas de final da Libertadores, o Fluminense voltou a campo pelo Campeonato Brasileiro, para a disputa da 16ª rodada. Jogando fora de casa, no Estádio Beira-Rio, na noite deste domingo (15/08), o Tricolor acabou superado pelo Internacional por 4 a 2. A equipe teve o domínio da partida na segunda etapa e chegou a buscar o empate duas vezes, mas acabou sofrendo dois gols nos acréscimos. Yago Felipe e Nino marcaram os gols do Tricolor na partida.

O próximo desafio do Fluminense pelo Campeonato Brasileiro será no dia 23, uma segunda-feira, às 20h, quando encara o Atlético-MG, em São Januário, pela 17ª rodada. Agora, a equipe volta suas atenções para a Libertadores. Na quinta-feira (19/08), o Tricolor vai até o Equador para enfrentar o Barcelona de Guayaquil pelo jogo de volta das quartas de final da competição, às 21h30 (horário de Brasília). Após o empate em 2 a 2 no jogo de ida, no Maracanã, uma vitória simples classifica o Time de Guerreiros para a semifinal.

Primeiro tempo
O Fluminense começou a partida pressionando a saída de bola do adversário e tentando controlar as ações. No entanto, o Internacional chegou em contra-ataque e abriu o placar aos 7 minutos, com Edenílson. O Tricolor tentou responder rapidamente. Egídio cobrou escanteio, Yago cabeceou, mas a zaga afastou. Aos 13 minutos, Ganso recebeu na entrada da área e arriscou o chute de longe, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 21, o Flu chegou com perigo mais uma vez. Yago desceu pela esquerda e rolou para Egídio, que cruzou na medida para Luiz Henrique. O garoto cabeceou na direção no gol, mas a zaga conseguiu tirar.

O time seguiu pressionando em busca do empate. Samuel Xavier recebeu pela ponta direita e arriscou o chute, mas não pegou em cheio e a bola saiu pelo lado direito do gol. Aos 27, Luiz Henrique desceu pela ponta, se livrou da marcação, mas foi travado na hora do chute. De tanto insistir, o Fluzão chegou ao empate aos 44 minutos. Após boa troca de passes, André recebeu de Ganso e descolou um passe de cinema para Yago, que deu uma cavadinha e encobriu Daniel. A virada por pouco não saiu dois minutos depois. Yago lançou Abel Hernández na área. O atacante uruguaio chutou cruzado e obrigou o goleiro a fazer grande defesa.

Segundo tempo
A primeira boa chegada do Fluminense aconteceu aos 6 minutos. Ganso enfiou linda bola para Egídio no corredor, o lateral fez o cruzamento, mas a zaga afastou antes que a bola chegasse em Abel Harnández. Na sequência, após cobrança de escanteio, o uruguaio cabeceou com muito perigo para fora. O Tricolor seguiu pressionando e quase conseguiu a virada aos 11. Yago lançou Luiz Henrique dentro da área, o camisa 34 chutou firme e o goleiro salvou. Depois de tanto o Flu insistir, foi o Inter quem marcou, com Yuri Alberto, que finalizou dentro da pequena área sem chances de defesa para Marcos Felipe. Aos 23, Ganso recebeu livre na intermediária, puxou para dentro e arriscou o chute de longe, mas o goleiro fez a defesa em dois tempos.

Aos 35, Samuel Xavier desceu pela direita, cruzou rasteiro na pequena área e, após bate-rebate, a zaga conseguiu afastar o perigo. A pressão do Fluminense resultou no empate aos 38 minutos. Após cobrança de escanteio pela direita, a bola sobrou do outro lado para Egídio, que fez cruzamento perfeito para Nino, que só teve o trabalho de tocar de cabeça e deslocar o goleiro. Já nos acréscimos, quando a partida se encaminhava para o final, o Internacional chegou ao terceiro gol, novamente com Edenílson. O Fluminense foi para o tudo ou nada no último minuto e, em contra-ataque, Guerrero ampliou.

 

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro – 16ª rodada
15/08/2021, 20h30 – Beira-Rio

Internacional (4)
Daniel; Saravia (Heitor), Bruno Méndez, Victor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso (Boschilia), Edenílson e Patrick (Palacios); Taisson (Paolo Guerrero) e Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre

Fluminense (2)
Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro e Egídio; André, Martinelli (Nene), Yago Felipe (Matheus Martins) e Ganso (Wellington); Luiz Henrique (John Kennedy) e Abel Hernández (Bobadilla). Técnico: Roger Machado

Gols: Edenílson (7′ 1T e 47′ 2T), Yuri Alberto (13′ 2T), Guerrero (49′ 2T) (INT); Yago Felipe (44′ 2T), Nino (38′ 2T) (FLU)

Cartões amarelos: Yuri Alberto, Rodrigo Lindoso (INT)

Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA-SP), auxiliado por Daniel Paulo Ziolli (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

Foto: Lucas Merçon/FFC

%d blogueiros gostam disto: