Carnaval Destaque QUAL É A BOA

Escolas de Samba trouxeram a alegria ao Carnaval de Niterói

Animação e desclassificação marcam primeiro dia do carnaval

As escolas de samba de Niterói desfilaram nesta quinta-feira (21) pela primeira vez no Caminho Niemeyer. Centenas de foliões que se reuniram para assistir as agremiações no novo espaço,.

A escola Bafo de Tigre foi desclassificada e impedida de entrar na passarela do samba porque segundo a Neltur, a escola descumpriu 80% da obrigatoriedade para realização do desfile. A  agremiação tinha apenas 92 componentes, quando eram necessários 300, não apresentar ala das baianas e nem passista.

A escola está banida do Carnaval por 5 anos e terá que devolver todo dinheiro que a prefeitura investiu na agremiação.

O grupo B é composto por mais nove agremiações, sendo Amigos da Ciclovia, União da Engenhoca, Império de Araribóia, Banda Batistão, Bem Amado, Paraíso do Bonfim, Balanço do Fonseca, Cacique da São José e Tá Rindo Porque?

O prefeito Axel Grael disse que está feliz em poder celebrar um novo momento do Carnaval em 2022.

“É um momento de celebração de toda a história do Carnaval de Niterói, mas principalmente, de olhar para a frente, de um carnaval feito aqui no Caminho Niemeyer. Estamos começando um novo tempo do Carnaval da cidade, é um grande momento, um tempo de inovação. Essa capacidade criativa das escolas, a vibração do público, aliados a este visual da Baía de Guanabara, com essa arquitetura do mestre Oscar Niemeyer, que é uma marca da cidade”, enfatizou Axel Grael.

Desfile

A primeira agremiação a entrar na avenida foi “Amigos da Ciclovia”.

A escola verde e branco e homenageou o sambista Nilton Bastos, o Niltinho do Bar, e contou seu amor pelo Cubango, bairro da Zona Norte de Niterói.

Durante o desfile a escola entregou muito samba no pé, além de fantasias com muito brilho.

Dentre os carros alegóricos, um trouxe a bandeira da escola, enquanto outro representou o bar de Nilton Santos e o último trouxe uma fotografia do sambista homenageado.

No segundo desfile foi a vez da União da Engenhoca que homenageou o professor João Brazil e o Colégio Brasil.

João Brazil foi o fundador do histórico Colégio João Brasil em 1902, localizado no Fonseca, na Zona Norte de Niterói.

O Colégio Brasil de Niterói teve em seus bancos personalidades como o cantor Roberto Carlos, o músico Sérgio Mendes, as cantoras Marília Medalha e Teresa Tinoco, o Maestro Eduardo Lajes, o diretor de televisão Moacir Deriquém, o cineasta Walter Lima Junior, entre outros como jornalistas, educadores, políticos e militares de expressão nacional.

Dentre os figurinos tiveram representações de uniformes escolares e beca de formatura. O dos carros alegóricos trazia um gigante livro em que uma das frases continha “Negro e educador que venceu”. A escola trouxe em desfile pedidos por mais educação e saúde.

A Império de Araribóia trouxe no enredo as raízes africanas, com representação de escravos e grande carro alegórico . Os componentes e os foliões sainram da passarela do samba aos gritos de “Império”.

A Banda Batistão também se apresentou com seus 350 componentes. A vermelho e branco  levantou a arquibancada.

Já a Bem Amado que trouxe o enredo “Os tambores vão rufar. Ney Ferreira é Bem Amado Nesta Festa Popular”. Com seus 300 componentes, a escola levou um desfile muito vibrante e inesquecível

A Paraíso do Bonfim, sétima escola da noite levou pra avenida o enredo sobre Arnoldo Melodia. O ponto alto do desfile foi a bateria do mestre Vini com as paradinhas como as da União da Ilha.

Quando a escola Balanço do Fonseca entrou na avenida já passava das 3h da manhã, a oitava escola da noite trouxe o enredo  “O mundo encantado de Pluft,” da obra de Maria Clara Machado. O presidente Anderson Neguti nos contou da alegria de estar de volta a passarela e da dificuldade de fazer o Carnaval muitas vezes.

A penúltima escola na passarela do samba foi a Cacique de São José com o enredo” O brilho dourado da Pedra sagrada”. O Interprete Alexandre Simpatia disse estar feliz com a volta aos desfiles e a nova passarela.

A última escola a pisar na Avenida foi a Tá Rindo Por quê? A escola fechou a noite de desfiles da série B com o enredo “Amazonas – o ruído das águas” com 300 componentes e 14 alas, a escola mostrou o Rio Amazonas.

Programação

Neste  sábado (23), será a vez das agremiações do Grupo A, a partir das 20h, com abertura da escola de samba Sabiá, seguida pela Alegria da Zona Norte, Mocidade de Icaraí, Magnólia Brasil, Experimenta da Ilha, Folia do Viradouro, Unidos da Região Oceânica, Souza Soares, Unidos do Sacramento e Combinado do Amor.

O Grupo C desfila no domingo (24), a partir das 19h. A ordem será a seguinte: Império de Charitas, União do Maruí, Independente do Boaçu, Grilo da Fonte, Barro Vermelho, Fora de Casa, Garra de Ouro, Unidos do Castro, Galo de Ouro e Grupo dos 15.

Na sexta-feira (22), quando não haverá desfiles, o Caminho Niemeyer terá, a partir das 19h, muito samba com DJ Drey, Mullatto, Intimistas e Sambaí. A entrada é franca.

 

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: