NITEROIMAIS

Revista Eletrônica de Niterói

Destino de ex-CEO da CNN Brasil mexe com o mercado

Desde que vendeu sua parte na sociedade da CNN Brasil e deixou o cargo de CEO, em março, o novo destino profissional de Douglas Tavolaro vem agitando os bastidores do mercado de TV. Entre as diversas informações surgidas, o jornalista de 44 anos estaria cotado para assumir a presidência da Record, emissora onde foi vice-presidente de jornalismo por 10 anos, ou implantar um novo canal de notícias no país. Enquanto não fecha seu futuro, desde que saiu da CNN brasileira, Tavolaro vive com a família nos Estados Unidos. A expectativa para seu desembarque no Brasil é grande.

De acordo com fontes ouvidas pelo NaTelinha, por seu perfil de executivo, Douglas não ficará afastado por muito tempo e está preparando um projeto para anunciar em breve. Dentro da CNN Brasil, alguns jornalistas acompanham o desenrolar da situação com muito interesse.

Dentre as especulações que estão sendo ventiladas nos bastidores, três ganharam força entre os profissionais do mercado. A primeira é que Douglas Tavolaro estaria negociando a franquia de uma nova marca de canal  de notícia para iniciar a operação no Brasil no segundo semestre de 2021. Também se cogita que o fundador da CNN Brasil entre em sociedade num canal aberto brasileiro mirando o jornalismo.

A terceira foi antecipada por Felipeh Campos durante sua participação no programa A Tarde é Sua, da RedeTV!, na última segunda-feira (07). Ele afirmou que Douglas Tavolaro estaria negociando seu retorno à Record para assumir a presidência do canal. Em 2020, Campos foi quem anunciou que Reinaldo Gottino estava sendo recontratado pelo jornalismo da Record, após uma temporada de sete meses na CNN Brasil, dias antes do anúncio oficial.

A informação sobre a volta do executivo repercutiu nos corredores da emissora e ganhou a simpatia de alguns diretores. Procurada, a emissora não se manifestou sobre a informação. Pessoas próximas de Douglas vem negando a notícia. Em janeiro de 2019, Tavolaro deixou a vice-presidência de jornalismo da Record para fundar a CNN Brasil. Na antiga emissora da Barra Funda, ele permaneceu por 15 anos e é considerado homem de confiança de Edir Macedo.

De todas as possibilidades correntes no mercado, a reportagem conseguiu apurar que o ex-CEO da CNN brasileira está com conversas adiantadas entorno de um novo canal de notícias.

 

 

%d blogueiros gostam disto: