Estado

Depois de cancelar réveillon, prefeito do Rio fala sobre a possibilidade de não ter carnaval

O prefeito voltou a falar sobre a incerteza para realização do carnaval e disse que espera não precisar cancelar a festa, não apenas pela importância cultural do evento, mas para a economia do Rio.

“Eu sigo a ciência sempre. Tomara que não precise cancelar o carnaval, não só pela importância dessa festa para a cultura do nosso país, mas pela importância econômica para a cidade e para o Brasil”, disse Paes.

Na manhã deste sábado (4), o prefeito anunciou o cancelamento da festa de réveillon do Rio.

Ainda segundo o prefeito, mais uma vez será a avaliação do comitê científico que definirá pela realização ou não do carnaval.

“Eu acho que tem grupos fazendo ataques seletivos em determinadas celebrações por motivo de preconceito, na minha opinião. Então, só vou tomar a decisão se o comitê científico disser: ‘Não pode ter’. Não pode ter, não pode ter. O que a gente pede é clareza”, afirmou o prefeito.

Para Paes, a decisão dos especialistas em saúde devem ser claras. “Esses comitês científicos, aqueles que vocalizam em nome da ciência, precisam ter muita responsabilidade naquilo que dizem, porque isso confunde. Não dá pra gente ter decisão de autoridades conhecidas na saúde dizendo uma coisa, e o outro diz outra. Fica confuso”, disse o prefeito.

Paes se referiu a divergência na avaliação do comitê científico da prefeitura do Rio, que disse ser possível a realização da festa, enquanto o comitê estadual não deu parecer favorável à realização do evento.

 

%d blogueiros gostam disto: