Connect with us

Católicos em Ação

Defesa de Padre Robson pede que STJ primeiro julgue legalidade das provas

Published

on

Os advogados de defesa do Padre Robson, de Trindade (GO), tiveram uma audiência com a assessoria do ministro Benedito Gonçalves, na tarde desta segunda-feira (22/11), para tratar do pedido de prisão do religioso feito pela Polícia Federal ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) na semana passada.

No encontro, o advogado Cleber Lopes ponderou com a assessoria do ministro que o julgamento do agravo regimental interposto pela defesa ainda em agosto, questionando a legalidade das provas, se sobrepõe ao do pedido de prisão.
“Mostrei que não faz sentido examinar o pedido de prisão agora, se o STJ vai decidir daqui a pouco, sobre a legalidade das provas obitidas, ao nosso ver, de forma ilegal, com invasão de computadores e obtidas de maneira ilícita”, relatou Lopes.
O recurso no qual a defesa questiona as provas do inquérito está na pauta de julgamento do dia 1º de dezembro, segundo Cleber Lopes. “Se forem consideradas ilegais (as provas), não há razão jurídica para a decretação de uma prisão. A impressão que tenho é que vão deixar para examinar (o pedido de prisão) depois do julgamento deste agravo”, avalia.

Continue Reading
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Católicos em Ação

Reconhecidas as virtudes heroicas da Serva de Deus Odette Vida

Published

on

O Papa Francisco assinou o Decreto sobre o reconhecimento das virtudes heroicas da Serva de Deus Odette Vidal Cardoso, Fiel Leiga; nascida em 18 de fevereiro de 1931 no Rio de Janeiro (Brasil) e onde faleceu em 25 de novembro de 1939. Ela se torna venerável.

A Serva de Deus Odette Vidal Cardoso nasceu no Rio de Janeiro (Brasil) em 18 de fevereiro de 1931, de pais portugueses que tinham emigrado para o Brasil.

Em 1939, a mãe da Serva de Deus, ficou viúva, casou com um rico comerciante, que acolheu a menina e a amou como se ela fosse sua filha.

A Serva de Deus participava todos os dias da Santa Missa com a sua mãe e rezava o terço com a sua família todas as noites. Aos cinco anos, começou a frequentar o catecismo no Colégio da “Imaculada Conceição”. Desta forma aprendeu as verdades da fé e até ensinou catecismo às filhas das empregadas domésticas de casa. Considerando a extraordinária maturidade da Serva de Deus, o seu diretor espiritual, padre Alfonso Maria Germe, C.M., admitiu-a à Primeira Comunhão em 15 de agosto de 1937.

A Serva de Deus estava ao lado da sua mãe enquanto se dedicava a obras de caridade ao serviço dos pobres da cidade.

Advertisement

Depois de ter adoecido com tifo em 1º de outubro de 1939, a Serva de Deus, durante os 49 dias de doença, mostrou uma fortaleza fora do comum; nunca se queixou e suportou todos os seus sofrimentos com serenidade e paciência. Tudo o que ela queria era receber diariamente a Comunhão. Nos últimos dias da sua vida recebeu também os Sacramentos da Crisma e da Unção dos Enfermos.

Faleceu no dia 25 de novembro de 1939 no Rio de Janeiro (Brasil).

Eis o que disse à Rádio Vaticano – Vatican News o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta:

Exercício heroico das virtudes

Desde os primeiros anos da sua vida, a Serva de Deus teve uma profunda percepção da existência de Deus, Pai de infinita bondade. Ela nutriu um forte desejo de estar sempre unida a Jesus, a quem percebia como uma realidade viva e concreta. Entre os gestos que demonstram a experiência heroica da sua fé está a sua relação íntima com Jesus na Eucaristia; a contemplação do Crucifixo, a meditação sobre as dores da Paixão e o recolhimento quando recebia a comunhão. Ela teve uma devoção particular por Nossa Senhor, São José, Santa Teresa do Menino Jesus, Santa Bernadete e por São Tarcísio, mártir da Eucaristia. Foi a fé que sustentou a Serva de Deus nos seus momentos de sofrimento e na preparação para a sua morte.

A sua curta vida foi animada pela esperança de viver sempre na presença de Deus. Ela enfrentou a morte com serenidade e alegria, esperando o momento de se unir ao seu amado Jesus. Ela morreu exclamando: “Jesus, leva-me para o céu”.

Advertisement

Falava de Deus e com Deus como que abandonada a Ele em êxtase e pedia aos outros que O amassem da mesma forma. Com a sua mãe, ela ia todas as semanas aos lares de idosos abandonados, aos orfanatos e especialmente ao leprosário.

Continue Reading

Católicos em Ação

Papa Francisco agradece jornalistas por exporem escândalos sexuais na Igreja

Published

on

O papa Francisco agradeceu a jornalistas neste sábado (13) por ajudarem a revelar os escândalos de abuso sexual por parte do clero, que a Igreja Católica Romana inicialmente tentou encobrir.

Ele elogiou o que chamou de “missão do jornalismo” e disse ser vital que repórteres saiam de suas redações e descubram o que está acontecendo no mundo exterior, para conter a desinformação muitas vezes encontrada online.

“Agradeço a vocês pelo que nos dizem sobre o que está errado na Igreja, por nos ajudar a não esconder isso embaixo do tapete, e pela voz que vocês deram às vítimas de abuso”, disse o papa.

Francisco falou em cerimônia para homenagear dois correspondentes veteranos – Philip Pullella, da Reuters, e Valentina Alazraki, da mexicana Noticieros Televisa – por suas longas carreiras cobrindo o Vaticano.

Os escândalos de abuso sexual chegaram às manchetes em 2022, quando o jornal norte-americano The Boston Globe escreveu uma série de artigos expondo um padrão de abuso de menores por clérigos e uma cultura disseminada de ocultar esse tipo de ação dentro da Igreja.

Advertisement

O caso foi inspiração para o longa “Spotlight – Segredos revelados” (2015), que ganhou o Oscar de melhor filme de 2016.

(Reportagem de Crispian Balmer)

Continue Reading

Católicos em Ação

Freira franciscana é primeira mulher “número dois” do Vaticano

Raffaella Petrini vai ocupar secretaria-geral da Governação do Estado

Published

on

O papa Francisco nomeou secretária-geral da Governação do Estado da Cidade do Vaticano a freira franciscana e cientista política Raffaella Petrini, tornando-a a primeira mulher a ocupar o cargo de “número dois” do Vaticano.

Petrini, de 52 anos, que até agora era funcionária da Congregação para a Evangelização dos Povos, nasceu em Roma e pertence à Congregação das Irmãs Franciscanas da Eucaristia.

É licenciada em ciências políticas pela Universidade Internacional Livre de Guido Carli e doutorada pela Pontifícia Universidade de San Tommaso d’Aquino, onde atualmente é professora de Economia do Bem-Estar e Sociologia dos Processos Econômicos.

O papa Francisco tem dado visibilidade ao trabalho das mulheres na Igreja e, em agosto, escolheu seis como especialistas leigas do Conselho de Economia. Uma delas, a professora Charlotte Kreuter-Kirchhof, foi nomeada vice-coordenadora desse conselho em setembro.

Também em agosto, Francisco nomeou várias mulheres cientistas para a Pontifícia Academia de Ciências, incluindo Emmanuelle Marie Charpentier, fundadora e diretora da Unidade Max Planck para a Ciência de Patógenos, em Berlim, e Prémio Nobel de Química 2020.

Advertisement

Outra nomeada foi Donna Theo Strickland, professora de física ótica do Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Waterloo e vencedora do Prêmio Nobel de Física 2018 por ter inventado, em 1985, com Gérard Mourou, uma tecnologia de laser usada atualmente em milhões de cirurgias oculares.

Continue Reading

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

%d blogueiros gostam disto: