Brasil Destaque NOTÍCIAS

CPI da Covid oficia Bolsonaro para que ele confirme ou negue denúncias de deputado federal

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou na sessão da comissão desta quinta-feira que, em conjunto com o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), enviou uma carta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para que ele confirme ou negue denúncias do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) feitas à CPI.

— Presidente eu não prejulgo. Eu, o vice-presidente (Randolfe Rodrigues) e o relator (Renan Calheiros) estamos mandando uma pequena carta para o senhor dizer se o deputado Luis Miranda está falando a verdade ou está mentindo — disse Aziz, completando em tom desafiador: — É só uma resposta, senhor presidente. Só uma que o Brasil quer ouvir de vossa excelência. Por favor, presidente, diga pra gente que o deputado Luis Miranda é um mentiroso. E que é o seu líder na câmara (Ricardo Barros) é um homem honesto.

A declaração foi dado em meio ao depoimento à CPI da ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do ministério da Saúde, Francieli Fantinato. Aziz respondeu a ataques feitos pelo presidente Bolsonaro no “cercadinho” em frente do Palácio da Alvorada no qual conversa com apoiadores.

— Doze dias hoje que o presidente, diariamente, no habitat dele, no cercadinho, fala à nação de uma forma a assacar contra todo mundo. Não é o senhor que vai parar a CPI. A CPI vai se aprofundar — disse Omar. — Eu nunca o chamei de genocida. Nunca o chamei de ladrão. Nunca disse que o senhor fazia rachadinha no seu gabinete. E o senhor vai pro cercadinho onde devem ficar pessoas que não têm conteúdo para debater a crise nacional, superficialmente jogando ao léu palavras que assacam contra todo mundo.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: