Connect with us

ARQUIBANCADA

Brusque vira na segunda etapa e vence o Botafogo

Published

on

A vontade de vencer foi premiada na noite deste sábado (17). Em um confronto cheio de erros de passe, o Brusque foi mais agressivo na segunda etapa e conseguiu a virada sobre o Botafogo, vencendo a partida por 2 a 1 no estádio Augusto Bauer, pela 12ª rodada da Série B.

O confronto foi equilibrado até na hora de marcar os gols: os times empataram, com os dois balançando as redes em marcas de 28 minutos. Diego Gonçalves anotou para os visitantes no primeiro tempo e Thiago Alagoano empatou após o intervalo. Contudo, o time da casa buscou mais o ataque no segundo tempo e conseguiu a virada com Edu, aos 42 minutos da segunda etapa.

Com o tropeço, o Fogão chega ao quarto jogo seguido sem vitória e fica com 13 pontos, caindo para a 13ª colocação. Por outro lado, os catarinenses se reabilitam da série de três derrotas seguidas e chegam aos 16 pontos, pulando para o 10º lugar. As duas equipes voltam a campo pela 13ª rodada do torneio.

O Glorioso volta a campo já nesta terça-feira (20), às 19h, quando recebe o Goiás no Engenhão. Já o Quadricolor entra em campo na quarta (21), às 16h, quando visita o Vila Nova-GO, no OBA.

Advertisement

Com poucas jogadas trabalhadas, até pelo falto do gramado ser bem ruim, Brusque e Botafogo fizeram uma partida muito travada e embolada no Augusto Bauer. O início foi equilibrado, mas o Fogão conseguiu encaixar melhor no meio da primeira etapa e logo premiado com o gol.

Faltava muita criatividade ao meio-campo dos catarinenses. Com a vantagem no placar, o Bota ficou um pouco mais recuado e não foi ameaçado pelo time da casa. Pelo contrário, explorou as falhas da defesa e passou a ser mais perigoso ainda no primeiro tempo. A dificuldade técnica das equipes foi refletiva no alto número de passes errados: 79 ao todo, 36 do Brusque e 43 do Botafogo.

Já no intervalo, o técnico interino Rafael Resende deu a entender que ficaria satisfeito em se defender com a saída de Marco Antônio para a entrada de Rikson.

Assim foram os primeiros 23 minutos da partida. Thiago Alagoano teve uma boa chance em uma cabeçada aos 10, mas foi só. Os visitantes buscavam se adaptar as condições do campo e ofereceram mais a bola ao Quadricolor.

Porém, na primeira boa jogada do clube carioca, Marco Antônio colocou a bola na frente e foi parado por Iansen perto da área. O zagueiro do Brusque levou o cartão amarelo e se machucou na jogada, tendo que ser substituído por Claudinho.

Advertisement

Se a cobrança de falta gerou apenas um escanteio, o tiro de canto teve mais sucesso. Rafael Navarro cabeceou em cima da zaga, mas estava atento e bateu firme na sobra. No meio do caminho, Diego Gonçalves desviou de letra e a bola só parou no fundo da rede.

Com o placar a seu favor, o Bota dominou o restante da primeira etapa. A equipe soube explorar os erros do rival e Chay lançou para Diego Gonçalves aos 36, que ficou na cara do goleiro, mas bateu em cima de Zé Carlos. Pedro Castro, aos 41, ainda teve outra boa oportunidade em cobrança de falta.

Nos acréscimos da primeira etapa, Garcez escorregou ao dominar uma bola perto da linha latera, na altura do meio-campo. Marco Antônio chegou no carrinho e tocou a bola para a lateral. Houve um choque, normal, entre os dois na sequência, mas o árbitro Ivan da Silva Guimarães Junior interpretou que Garcez teria feito uma falta ao cair no jogador botafoguense, que saiu no intervalo, gerando revolta nos atletas do Brusque.

Além de amarelar o meia dos mandantes, o juiz ainda deu falta para o clube carioca, sendo que no momento do choque a bola já havia saído pela lateral. Os protestos continuaram até o intervalo. No final da partida, um tumulto ainda maior. Os atletas do Botafogo acreditaram que os jogadores do Brusque, principalmente João Carlos, estavam provocando após a vitória e geraram novo tumulto.

Jerson Testoni esperou 10 minutos de bola rolando após o intervalo para promover três mudanças de uma só vez no Brusque. Tentando mudar o cenário que se mantinha idêntico ao do primeiro tempo, Toty, Gabriel Taliari (que poucos minutos depois se machucou e precisou sair de campo) e Diego Mathias ficaram com as vagas de João Carlos, Rodolfo Potiguar e Garcez, respectivamente.

Advertisement

As trocas deram certo e o clube catarinense passou a frequentar mais a área adversária. Edu teve grande chance de cabeça aos 16, mas parou nas mãos de Diego Loureiro. Mas equipe continuou apostando na bola aérea e foi premiada aos 28 minutos. Airton encontrou novamente Edu na área e o atacante cabeceoudesta vez, na trave. No rebote, Thiago Alagoano foi mais rápido e deixou tudo igual.

O centroavante do Brusque chegou ao seu nono gol no torneio, se isolando ainda mais na artilharia. O jogador chegou a ficar nove meses sem atuar até o início do torneio, mas parece estar determinado a recuperar todo o tempo perdido.

Aos 36, ele perdeu uma grande chance, após ver a bola sobrar em seu pé. Em seguida, aos 42, aproveitou o belo passe de Alagoano, que tinha recebido de costas, para pegar de primeira e bater cruzado para o gol. Alagoano ainda perdeu uma chance clara aos 48, dentro da pequena área. A bola sobrou sozinha para o meio-campista do Brusque que acabou sendo enganado pelo quique da bola e tocou para fora.

Rafael Moura, o He-Man, tinha só 10 minutos em campo quando perdeu uma chance incrível. Quando a partida ainda estava 1 a 0, aos 25 minutos, Chay cruzou da esquerda e encontrou o centroavante sozinho dentro da área. Mesmo com tempo e sem precisar saltar, o atacante cabeceou sem tirar do goleiro Zé Carlos, que se esticou todo para espalmar a bola. He-Man ainda tocou para Warley no rebote, mas o meia bateu mal, para longe da meta.

Ficha técnica

Advertisement

BRUSQUE 2 x 1 BOTAFOGO

Data: 17/07/2021;

Local: Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC);

Hora: 19h (de Brasília);

Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Junior (AM); Auxiliares: Marcos Santos Vieira (AM) e Uesclei Regison Pereira dos Santos (AM).

Advertisement

Gols: Diego Gonçalves, aos 28′ do primeiro tempo para o Botafogo; Thiago Alagoano, aos 28′, e Edu, aos 42′, do segundo tempo para o Brusque.

Cartões amarelos: Ianson, Everton Alemão, Garvez, Airton (BRU); Pedro Castro (BOT)

Cartão vermelho:

Brusque:

Zé Carlos; João Carlos (Toty), Ianson (Claudinho), Everton Alemão e Airton; Zé Mateus e Rodolfo Potiguar (Gabriel Taliari e depois Fio); Bruno Alves e Maurício Garcez (Diego Mathias); Thiago Alagoano e Edu.

Advertisement

Técnico: Jerson Testoni.

Botafogo:

Diego Loureiro; Daniel Borges (Warley), Kanu, Lucas Mezenga e Rafael Carioca; Barreto, Pedro Castro (Ênio) e Chay; Marco Antonio (Rikson), Diego Gonçalves e Rafael Navarro (Rafael Moura).

Técnico interino: Rafael Resende.

Advertisement

ARQUIBANCADA

Everton Cebolinha no Flamengo?

Published

on

O Flamengo ainda não concluiu a venda de Michael para o Al Hilal, da Arábia Saudita, mas já tem um possível alvo para substituí-lo. Segundo o jornal português “A Bola”, o Rubro-Negro sondou o Benfica para saber as condições para contratar o atacante Everton Cebolinha, ex-Grêmio e nome frequente na Seleção Brasileira.

Mesmo sem conseguir brilhar na Europa em sua primeira temporada, o jogador de 25 anos é alvo de pelo menos mais três equipes: os brasileiros Palmeiras e Atlético-MG e o italiano Napoli, que busca um substituto para Lorenzo Insigne. Sua saída é considerada provável pela diretoria portuguesa ao fim da temporada, no meio do ano.

Continue Reading

ARQUIBANCADA

Flamengo realiza melhorias no estádio da Portuguesa, onde mandará seus jogos no Carioca

Published

on

Marcos Braz anunciou no último dia 10, e o Flamengo confirmou à Ferj que mandará seus jogos válidos pelo Campeonato Carioca no Estádio Luso Brasileiro, da Portuguesa, na Ilha do Governador. O clube da Gávea já iniciou uma série de melhorias local, e há grande expectativa de que o gramado fique um tapete para a estreia rubro-negra no estadual, justamente contra a dona da casa, no próximo dia 26, às 21h35 (de Brasília).

Os jogos terão público máximo de 5.044 presentes, e o ingresso mínimo para partidas com pequenos é de R$ 40. Ficou definido também que o Flamengo não poderá mandar clássicos no local. Apesar de já acordado e comunicado à Ferj, o acerto entre os clubes ainda não foi formalizado, o que acontecerá antes do início do estadual. O contrato terá validade até maio.

Presidente da Portuguesa, Marcelo Barros comemorou a parceria com Flamengo e Fluminense, que também mandará seus jogos na Ilha do Governador. Barros lembrou que o gramado já havia sido elogiado no Jogo das Estrelas, evento realizado por Zico em dezembro, e se disse convicto de que o cenário na próxima semana será ainda mais animador.

– Essa parceria já está acertada há mais ou menos uma semana e meia. Ficamos sempre felizes quando conseguimos acolher o futebol carioca aqui, numa praça bastante experimentada. E que comprovadamente pode receber esses eventos. Receber Flamengo e Fluminense é uma satisfação imensa. Cada vez que o tempo passa, a gente vem melhorando nosso estádio e as condições para o nosso torcedor. Estamos colocando a cereja do bolo no gramado agora. Já estava muito bom, e o Flamengo está melhorando ainda mais o gramado – explicou Barros.

Advertisement

O Flamengo começou a manutenção do Luso Brasileiro na semana passada. Pôs à disposição uma vertical (máquina) para igualar a grama e retirar tufos excedentes. Perfurou o gramado para fertilização e colocação de adubo, além disso realizou o “top dressing”, operação onde é aplicada uma mistura de areia lavada com substrato para regularizar a superfície. Trata-se de uma forração com areia para evitar buracos e igualar o campo.

O Rubro-Negro vem realizando a pintura das cadeiras que ficam na Social, única arquibancada disponível para o Carioca – está vedada, por ora, a colocação de tubulares para expandir a capacidade. Melhoras também vêm sendo feitas no vestiário. Estas, porém, fazem parte de uma manutenção simples, como a recolocação de um piso ou acerto de chuveiros, por exemplo.

– A princípio Taça Guanabara será toda disputada aqui (por Flamengo e Fluminense), mas é provável que o campeonato inteiro seja com as duas equipes aqui. Nosso sonho é fazer aquela arquibancada do outro lado, aumentar para 15 mil pessoas e ter jogos maiores. Só podemos ter jogos menores até então. Fiz o mínimo do mínimo para poder ser feito (o acordo). Fizemos o máximo possível para acolher as equipes. Claro que qualquer dinheiro na atual conjuntura ajuda significativamente os clubes de menor investimento, sabemos o que estamos passando. Ajuda no pagamento de folha e outras questões, o que é importante – completou Marcelo Barros, sem comentar os valores envolvidos no acordo.

Se o Flamengo fez ajustes, a Portuguesa também se mexeu antes do início do Carioca. Realizou melhoria na iluminação e inaugurou uma entrada lateral exclusiva para o acesso da torcida visitante, que acontecerá pela Rua Joaquim José Gonçalves. No local, a Lusa colocou uma rampa, e a novidade já foi aprovada pelo Grupamento Especial de Policiamento nos Estádios (Gepe).

O Flamengo indicou à federação que mandará no Luso Brasileiro os jogos contra Portuguesa (26/01, às 21h35, pela 1ª rodada), Boavista (02/02, 18h, 3ªrodada), Nova Iguaçu (ainda sem data e horário definidos – 6ª rodada) e Resende (também sem data e horário definidos – 9ª rodada).

Advertisement

Processo contra o Flamengo não inviabiliza acerto
Em outubro de 2019, a Portuguesa moveu processo contra o Flamengo pela não retirada de torres de iluminação que caíram no gramado do Luso Brasileiro em fevereiro de 2018. O acidente aconteceu em período no qual o Fla geria o estádio, que havia rebatizado como Ilha do Urubu. A ação cobra indenização de R$ 148.500 e mais uma multa diária de R$ 500 a partir de 1º de outubro de 2019 pelo não cumprimento da determinação. Os valores atualizados indicam uma dívida R$ 568 mil.

A Portuguesa, porém, conversa e busca solução amigável para resolver essa questão. Com isso, apesar da diferença jurídica, o Estádio Luso Brasileiro não está mais pintado de vermelho e preto, porém volta a servir de casa aos garotos e marmanjos do Ninho do Urubu.

Continue Reading

ARQUIBANCADA

Flamengo acerta renovação de Arrascaeta até 2026

Published

on

O Flamengo anunciou, nesta terça-feira (18), a renovação de contrato do meio-campista uruguaio Giorgian De Arrascaeta até 2026.

O contrato anterior do atleta venceria em dezembro de 2023.

“Se queda! Agora é oficial! Arrascaeta renovou o contrato com o Mengão até dezembro de 2026. Pode comemorar, Nação!”, escreveu o perfil do Flamengo no Twitter.

No último dia 12, o uruguaio completou três anos vestindo a camisa rubro-negra. Pelo Flamengo, Arrascaeta foi campeão da Libertadores em 2019, e do Campeonato Brasileiro em 2019 e 2020, além de títulos da Supercopa (2020, 2021), Recopa (2020) e Campeonato Carioca (2019, 2020, 2021).

Advertisement

Os flamenguistas já estavam na expectativa do anúncio da renovação.

Continue Reading

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

%d blogueiros gostam disto: