TODO ESPORTE

Botafogo goleia Coritiba e aumenta a vantagem na liderança do Brasileirão

Com imposição, qualidade e apoiado pelos mais de 43 mil torcedores no Estádio Nilton Santos, o Botafogo atropelou o Coritiba pelo placar de 4 a 1 e conquistou o título simbólico do primeiro turno na 17ª rodada. Os gols do Alvinegro na primeira vitória do técnico Bruno Lage foram marcados por Gustavo Sauer (duas vezes) e Tiquinho Soares (duas vezes).

Com o resultado, o Glorioso chegou a 43 pontos e manteve a vantagem de 12 para o vice-líder, que é o Flamengo. O próximo compromisso será na quarta-feira (2/8), contra o Guaraní (PAR), pela ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, também no Niltão, às 19h (de Brasília).

O primeiro tempo agitado credenciou o duelo entre Botafogo e Coritiba como um dos grandes jogos da edição do Campeonato Brasileiro. Com o Glorioso em cima, logo aos dois minutos, Gustavo Sauer pegou sobra na entrada da área e fuzilou no lado direito, sem chances para Gabriel. O Coxa, no entanto, reagiu bem rápido.

Aos oito, Diogo Oliveira foi lançado para disputar no alto, ganhou no duelo de cabeça com Philipe Sampaio e ajeitou para Bruno Gomes. O volante, que percebeu o goleiro Lucas Perri adiantado, deu um tapa com categoria encobrindo o arqueiro alvinegro e marcando uma pintura no Estádio Nilton Santos.

Conseguindo equilibrar o jogo, o Coxa chegou a anotar o segundo aos 32 minutos, mas que foi anulado. Bruno Gomes recuperou no meio e, em contra-ataque, Robson apareceu no meio da área sozinho para completar. No entanto, após recomendação do VAR, o árbitro João Vitor Gobi assinalou falta em Tchê Tchê na origem da jogada. No ataque seguinte, escanteio para o Botafogo e Gustavo Sauer cobrou na medida para o artilheiro Tiquinho Soares cabecear com estilo no fundo da rede.

Um dos destaques do Glorioso no jogo foi Victor Sá atuando pelo lado esquerdo. Com ele, o time comandado por Bruno Lage ampliou aos 47. O atacante foi para cima da marcação, colocou a bola entre as pernas do lateral Natanael e cruzou para o meio da área, encontrando Gustavo Sauer, que finalizou de primeira. O segundo do camisa 10 no jogo.

Já no início da segunda etapa, o Botafogo repetiu o roteiro da pressão, mas apresentou uma das principais características: um time fatal. Em contra-ataque rápido pela esquerda, Eduardo avançou e rolou para Victor Sá, que cruzou para o peixinho estiloso do camisa nove Tiquinho Soares, no canto esquerdo, sem chances de defesa.

Sem pressa e já pensando na sequência, Bruno Lage sacou as principais peças da equipe. Ainda assim, o Botafogo continuou em cima do Coxa, pouco sofreu e criou oportunidades para aumentar o placar, mas não conseguiu ser eficaz na reta final. A vitória foi confirmada para explosão do Niltão, com seu maior púbico da temporada.

Ficha técnica

Botafogo 4 x 1 Coritiba

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: domingo (30/7), às 16h (de Brasília)
Arbitragem: João Vitor Gobi
Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa e Marcelo Van Gasse

Gols: Gustavo Sauer 2’/1ºT e 47’/1ºT, Tiquinho Soares 35’/1ºT e 4’/2ºT (Botafogo); Bruno Gomes 8’/1ºT (Coritiba)
Cartões amarelos: Eduardo (Botafogo); Natanael, Matheus Bianqui e Robson (Coritiba)

BOTAFOGO: Lucas Perri; Di Plácido, Philipe Sampaio, Victor Cuesta e Marçal; Marlon Freitas, Tchê Tchê (Danilo Barbosa) e Eduardo (Lucas Fernandes); Gustavo Sauer (Matías Segovia), Victor Sá (Janderson) e Tiquinho Soares (Júnior Santos). Técnico: Bruno Lage.

CORITIBA: Gabriel; Natanael (Diogo Batista), Kuscevic, Henrique e Jamerson; Andrey, Bruno Gomes (Lucas Barbosa), Matheus Bianqui (Fransérgio) e Marcelino Moreno; Robson (Garcez) e Diogo Oliveira (Edu). Técnico: Thiago Kosloski.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo