EM BRASÍLIA

Bolsonaro desmarca viagem a Juiz de Fora, após morte de militante petista

O presidente Jair Bolsonaro (PL) resolveu cancelar nesta 2ª feira (11.jul) a viagem que faria, no fim da semana, a Juiz de Fora, Minas Gerais. O evento ainda não tinha sido divulgado na agenda oficial, mas segundo parlamentares aliados, Bolsonaro iria participar de uma convenção da Igreja Assembleia de Deus e de uma motociata na cidade mineira. Foi em Juiz de Fora que, há quatro anos, o presidente sofreu um atentato enquanto estava em campanha eleitoral. Bolsonaro foi ferido com uma facada.

A coordenação de campanha avaliou que, como os dois casos envolvem violência associada a ideologias políticas, não seria de bom tom Bolsonaro voltar à cidade na mesma semana do assassinato do petista em Foz do Iguaçu. A viagem poderia acirrar a polarização. Oficialmente, o Planalto informa que o adiamento ocorre em virtude de incompatibilidade na agenda do presidente. A nova agenda oficial do fim de semana ainda não foi divulgada, mas Bolsonaro deve cumprir compromissos no Nordeste.

Mudança de tom

Nesta 2ª feira, o presidente falou por duas vezes sobre a morte do militante petista e condenou o assassinato. “Somos contra qualquer ato de violência. Eu já sofri um (ato) disso na pele. A gente espera que não aconteça, obviamente. Está polarizada a questão. Agora, o histórico de violência não é do meu lado. É do lado de lá”, justificou. Afirmou ainda que não tem o que fazer. “O que eu tenho a ver com esse episódio de Foz Iguaçu? Nada”, pontuou Bolsonaro.

Após as declarações e a repercussão do caso ao longo do dia, o presidente foi orientado a mudar o tom e a condenar o episódio sem ressalvas, sem fomentar a ideia de que o outro lado que é violento. A orientação no Palácio do Planalto veio de aliados coordenadores da campanha de Bolsonaro e surtiu efeito ainda no fim da manhã. Em nova declaração, Bolsonaro disse apenas que é contra qualquer tipo de violência.

Publicações do autor

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: