Brasil

Barra Torres: vacinação para crianças foi decidida por 1,6 mil nomes

O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, declarou, antes de iniciar a 25ª reunião da diretoria colegiada da agência nesta sexta-feira (17/12), que os funcionários da instituição estão unidos na decisão de aprovar a aplicação da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.

“Se formos consultar todas as pessoas que contribuíram direta ou indiretamente para que aquele posicionamento fosse estabelecido, essa lista contaria, por certo, com mais de 1,6 mil nomes, porque todas as nossa atividades estão entrelaçadas. Estamos juntos”, ressaltou Barra Torres.

Nessa quinta-feira (16/12), o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que que não interfere na Anvisa, mas que pediu o nome de quem aprovou a aplicação do imunizante em crianças a partir dos 5 anos. Barra Torres saiu em defesa do corpo técnico nesta sexta.

“Embora a decisão de ontem ser da nossa área técnica, das gerências gerais envolvidas, fizemos questão de colocar em público o apoio integral de toda a diretoria Colegiada. Quando as resoluções da Anvisa, sejam elas de nível de diretoria ou gerencial, são tornadas publicas, em Diário Oficial da União (DOU), passam a ser decisões, posições, estabelecimentos da Anvisa”, afirmou ele.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: