Brasil

Auditores fiscais do Trabalho entregam 160 cargos de chefia e coordenação em protesto contra reajuste apenas para policiais

Auditores fiscais do Trabalho entregaram 160 cargos de chefia e coordenação, segundo informou nesta quinta-feira (6) o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait). A atitude foi um protesto contra a decisão do governo federal de incluir no Orçamento de 2022 a previsão de reajuste salarial apenas para policiais.

De acordo com o Sinait, os 160 cargos de chefia e coordenação que foram entregues representam cerca de 55% do total dos postos de chefia na carreira dos auditores fiscais do Trabalho.

Nos últimos dias de dezembro, logo após a sanção do Orçamento, centenas de servidores da Receita Federal entregaram os cargos, também em protesto contra o aumento exclusivo para policiais. Servidores do Banco Central também demonstraram insatisfação

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: