ARQUIBANCADA Flamengo

Athletico-PR arranca empate com o Flamengo nos acréscimos

Em jogo eletrizante, marcado por atuações do VAR, com gol nos acréscimos e válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, o Athletico-PR arrancou o empate em 2 a 2 com o Flamengo, na tarde terça-feira, na Arena da Baixada.

Após Gabigol desencantar ao marcar duas vezes na primeira etapa para encerrar um jejum de nove jogos sem gols, o Furacão buscou a igualdade na segunda etapa com Kayzer e Bissoli, que saiu do banco para empatar o confronto aos 49 do segundo tempo.

O empate entre Athletico-PR e Flamengo terminou em confusão na Arena da Baixada. Após o fim do jogo, o clima ficou tenso entre dirigentes, jogadores e membros da comissão técnica das duas equipes. Depois do jogo, Gabigol saia de campo abraçado com Marcinho, do Athletico. O gesto incomodou o técnico Alberto Valentim, que tentou afastar o atleta do seu time do atacante do Flamengo, o que gerou um embate.

Com o empate, o Flamengo chega aos 50 pontos, segue em terceiro, com dois pontos e um jogo a menos que o Palmeiras, segundo colocado. Enquanto o Furacão vai a 35 pontos e assume a 14ª colocação.

Na próxima sexta-feira, o Flamengo recebe o Atlético-GO no Maracanã, às 21h30, em jogo atrasado da 19ª rodada. Já o Athletico enfrenta o Bragantino, em Bragança Paulista, às 16h, em jogo válido pela 30ª rodada.

O Flamengo foi melhor e abriu dois gols de vantagem com Gabigol em um primeiro tempo marcado também pelo clima tenso entre os dois times na Arena da Baixada. Sem marcar há nove jogos, o camisa 9 Rubro-Negro desencantou aos 17 minutos, aproveitando sobra de um chute de Vitinho defendido por Santos. Aos 28, após erro na saída de bola do Athletico, Isla lançou Gabigol na área, que encobriu o goleiro Santos para marcar o segundo na partida, um golaço. O Furacão quase perdeu ainda Kayzer por expulsão após lance com Léo Pereira. O atacante chegou a receber o vermelho direto, mas seguiu no jogo após revisão da arbitragem no VAR.

O Furacão retornou melhor para a segunda etapa. Aos 17, Kayzer aproveitou a sobra de chute de Nikão defendido por Diego Alves e mandou para o gol. O lance foi anulado pela arbitragem de campo, mas validado após revisão do VAR. No minuto seguinte, Terans foi lançado na área e empatou o placar. Mas, desta vez, o jogador do Furacão estava em posição irregular e o gol foi corretamente anulado.

O Athletico seguiu pressionando até os minutos finais. Foi então que nos acréscimos, após cobrança de escanteio de Nikão na área, Bissoli desviou a bola entre a marcação do Flamengo e empatou a partida. No último minuto, Gustavo Henrique ainda cabeceou uma bola no travessão.

O VAR foi atuante na partida. No primeiro tempo, Renato Kayzer foi expulso com um vermelho direto após lance com Léo Pereira. O árbitro Marielson Alves Silva foi chamado pelo VAR e voltou atrás na decisão ao aplicar somente o amarelo para o jogador do Athletico.

No segundo tempo, o mesmo Kayzer marcou o primeiro gol do Furacão, que foi anulado após o bandeirinha sinalizar impedimento na jogada. Porém, após revisão do VAR, o gol foi corretamente validado. No minuto seguinte, Terans empatou o confronto, mas estava em posição irregular, assinalada pelo bandeirinha. O VAR revisou o lance e manteve o impedimento.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: