NITEROIMAIS

Revista Eletrônica de Niterói

Alison dos Santos conquista a prata em Mônaco na última prova antes de Tóquio

Alison quebrou quatro vezes o recorde sul-americano nos últimos meses. Foto: Wagner Carmo/ CBAt

O paulista Alison dos Santos (Pinheiros) conseguiu mais um ótimo resultado na temporada 2021. Ele ficou em segundo lugar nesta sexta-feira (9.07) na prova dos 400m com barreiras na sexta etapa da Liga Diamante, o principal circuito de competições do mundo, disputada em Mônaco.

Ele completou a prova em 47s51, a terceira melhor marca da carreira. Depois de quebrar quatro vezes o recorde sul-americano – a última em Estocolmo, na Suécia, no dia 4 de julho, com 47s34 -, ele encerrou as competições preparatórias para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Ele disputa as eliminatórias dos 400m com barreiras na capital japonesa na noite de 29 de julho, no horário de Brasília.

Aos 21 anos, Alison só foi superado na prova desta sexta-feira pelo norueguês Karsten Warholm, recordista mundial da prova, que correu a distância em 47s08. Rasmus Magi, da Estônia, ficou em terceiro lugar, com 48s83.

Com o resultado, o brasileiro de São Joaquim da Barra manteve a regularidade na Liga Diamante, depois de pontuar também nas etapas de Doha, Oslo e Estocolmo. Ele mantém a liderança da especialidade no circuito.

Alison é integrante da categoria Pódio, a principal do Bolsa Atleta, programa de patrocínio individual do Governo Federal Brasileiro, executado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. Dos 53 atletas qualificados para os Jogos Olímpicos no atletismo, 50 integram atualmente o programa.

Agora, o atleta retorna para Rio Maior, em Portugal, acompanhado do técnico Felipe de Siqueira para a última semana de treinos antes de viajar para o Japão. “Foram três competições importantes em seguida – Oslo, Estocolmo e Mônaco. Pudemos fazer ajustes. Agora vamos para os acertos finais antes da estreia na Olimpíada”, disse Felipe.

No salto triplo, a mineira Nubia Soares, também convocada para os Jogos de Tóquio, terminou em oitavo lugar, com 14,11m. A vitória foi da jamaicana Shanieka Ricketts, com 14,75m.

Fonte: Confederação Brasileira de Atletismo

%d blogueiros gostam disto: