Destaque ELEIÇÕES 2022 POLÍTICA

Aliança entre Eduardo Paes e Rodrigo Neves (PDT) é desfeita no Rio

Prevista para ser anunciada neste mês de abril, a chapa única para disputar o governo do Rio de Janeiro formada pelo PDT e o PSD, do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, foi desfeita. Paes e o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, não chegaram a um acordo e seus pré-candidatos, o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz (PSD), e o ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT), vão seguir separados em suas campanhas.

A aliança anunciada em fevereiro chegou ao fim após uma reunião entre Paes e Lupi e a divulgação da pesquisa Datafolha para o governo do Rio ocorrida na última quinta-feira. No levantamento, Rodrigo Neves apareceu com 7% e Santa Cruz com 3% nas intenções de voto — situação de empate técnico devido à margem de erro de três pontos para mais ou para menos.

Lupi tratou a candidatura de Neves como “irreversível” na reunião com Paes, que também decidiu não abrir mão de Santa Cruz neste momento, gerando um impasse para a chapa única deslanchar. O empate técnico no Datafolha deu argumentos para o grupo de Paes manter a aposta no ex-presidente da OAB.

Segundo Rodrigo Neves, as candidaturas vão seguir a corrida eleitoral em pistas diferentes, mas ele ainda espera que a aliança seja retomada mais para frente, com a proximidade do pleito.

— A aliança está adiada. A pré-candidatura do Felipe é legítima e espero que diante da necessidade urgente de um projeto de reconstrução do estado a gente possa chegar a um bom termo mais pra frente — diz o pedetista.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: