Estado

A partir de dezembro, Uerj vai exigir comprovante de vacinação

Em decisão unânime, o Conselho Universitário da Uerj aprovou na última sexta-feira (05/11), a apresentação do Passaporte da Vacina, para o ingresso e a permanência nas dependências internas da instituição. Com isso, a partir de 1º de dezembro, todos que circularem pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro devem comprovar a imunização contra a Covid-19, referente à primeira dose, à 2 segunda dose ou dose única, por meio de cartão de vacinação ou pelo aplicativo Conecta SUS.

A medida sanitária tem como objetivo resguardar a saúde da comunidade acadêmica diante da propagação do coronavírus. “A Uerj está protegendo a sua comunidade universitária em relação aos que voluntariamente resolveram não se vacinar. Aqui, o interesse na proteção à saúde de todos prevalece sobre o direito individual de não se vacinar. É a saúde pública se sobrepondo ao obscurantismo”, declara o reitor Ricardo Lodi.

De acordo com a resolução, não haverá abono de faltas para docentes, técnicos administrativos ou estudantes que não comprovarem a imunização conforme calendário da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Apenas serão considerados casos de comorbidades atestadas por meio de laudo médico, a ser analisado pelo Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho (Dessaude) e pelas respectivas unidades acadêmicas.

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Leia o QR Codes e tenha a Rádio JN a um clique no seu smartphone Android

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu iPhone

Baixe o App e tenha a RádioJN a um clique no seu smartphone Android

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: