EM BRASÍLIA

A ex-ministra Damares Alves desiste de candidatura ao Senado

A ex-ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves (Republicanos), desistiu da candidatura ao Senado Federal. A decisão ocorreu após o chefe do Executivo do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) e o grupo do ex-governador José Roberto Arruda (PL) anunciarem, nesta terça-feira, 19, que se reconciliaram e vão se unir nas eleições de 2022 para a disputa de governador e deputado federal, respectivamente. Agora, a candidatura a senadora será ocupada pela deputada federal Flávia Arruda (PL), na chapa liderada pelo MDB.

De acordo com Ibaneis, a definição da chapa foi de encontro ao pedido do presidente Jair Bolsonaro (PL). “Nós todos temos compromisso com o presidente Jair Bolsonaro e ele nos convidou para essa reunião no sentido de que a gente possa unificar o campo que está em torno do presidente no DF”, afirmou. O governador ainda disse que, na reunião, ficou acertado que Damares iria conversar com lideranças do Republicanos para decidir o futuro dela nas eleições. “A ministra vai conversar com seu partido para saber a que cargo vai concorrer”, completou.

A separação dos grupos havia ocorrido quando a Justiça reabilitou os direitos políticos de José Roberto Arruda, que especulou disputar o cargo de governo da capital. No entanto, Ibaneis, que vai concorrer a reeleição, não gostou do movimento do ex-governador e desligou Flávia Arruda, que é mulher de José Roberto Arruda, da chapa na condição de candidata ao Senado. Inclusive, na última semana, Ibaneis anunciou que iria apoiar na eleição para o cargo a ex-ministra Damares Alves.

Publicações do autor

RÁDIO JN

ESTÚDIO AO VIVO

Veja as câmeras de monitoramento de Niterói

Não foi possível carregar as informações sobre o blog no momento.

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: