Vasco vence o até então invicto Botafogo

O Vasco recebeu o Botafogo em São Januário e venceu por 1 a 0. Em partida disputada às 16h deste domingo, pela terceira rodada da Taça Guanabara, o Glorioso perdeu sua invencibilidade frente ao Vasco, que segue sem perder na competição. O resultado fez a equipe de São Januário ampliar a vantagem na liderança da Taça Guanabara. Único invicto na competição, o Vasco agora soma nove pontos ganhos, enquanto o Botafogo, que sofreu a primeira derrota no campeonato, ocupa a terceira posição com quatro pontos ganhos.

Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Flamengo, no Mané Garrincha; O Botafogo vai encarar o Volta Redonda, em São Januário.

O jogo – Sob um sol muito forte, o Botafogo começou a partida no ataque. E o goleiro Jordi deu um susto na torcida cruz-maltina ao dominar com dificuldade uma bola recuada. O Vasco não conseguia sair da defesa e nos primeiros cinco minutos, a bola permaneceu nas imediações da sua área.

Aos seis minutos, o time da casa finalmente apareceu no ataque com Julio dos Santos fazendo ótimo lançamento para Madson nas costas de Diogo Barbosa, o lateral cruzou para Thalles, mas o zagueiro Joel Carli se antecipou e aliviou o perigo.

Aos oito minutos, Salgueiro recebeu na direita e cruzou para a entrada de Gegê, mas a bola tocou no chão e encobriu o meia alvinegro. O jogador uruguaio foi o pivô das melhores ações da equipe alvinegra.

Aos 14 minutos, Salgueiro lançou Ribamar, que acabou derrubado por Rodrigo na entrada da área. Na cobrança da falta, Gegê acertou a barreira e desperdiçou a chance. Logo depois foi a vez de Salgueiro dominar pela esquerda e tentar encobrir o goleiro Jordi, mas a bola acabou saindo com perigo.

O Vasco seguia encontrando dificuldades para se acertar em campo. Pouco acionados, os meias Nenê e Andrezinho quase não participavam do jogo e isso prejudicava as ações ofensivas da equipe dirigida por Jorginho. Já o Botafogo continuava mais ajustado em campo e, aos 23 minutos, foi a vez do meia Juan Salgueiro arriscar, mas a bola subiu demais.
Em sua primeira chance clara, aos 25 minutos, o Vasco marcou abriu o placar. Nenê recebeu passe e, com um toque preciso, fez a bola chegar com qualidade para Thalles que invadiu e bateu de pé esquerdo, no canto direito de Jefferson que ainda tocou na bola, mas não impediu o tento adversário. A vantagem fez o Vasco ficar mais confiante dentro de campo, enquanto o Botafogo pareceu sentir o gol quando estava melhor em campo.

Aos 30 minutos, o zagueiro Rodrigo derrubou Ribamar dentro da área, mas o árbitro preferiu marcar escanteio, para revolta dos jogadores botafoguenses que queriam a marcação de pênalti. Logo depois, após troca de passes, Salgueiro decidiu arriscar, mas a bola encobriu o travessão cruz-maltino. O Botafogo continuava com mais posse de bola e, aos 41 minutos, após novo lançamento de Salgueiro, Diego cabeceou com perigo. Depois disso, Ribamar colocou a bola nas redes, após rebote de Jordi, mas a arbitragem invalidou a jogada, marcando impedimento.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. E o Botafogo seguiu marcando a saída de bola da equipe de São Januário. Aos seis minutos, Diogo Barbosa enfiou ótimo passe para Juan Salgueiro, mas o goleiro Jordi se antecipou e chegou antes do jogador uruguaio. Logo depois, o goleiro cruz-maltino voltou a aparecer bem. Ele saiu nos pés de Ribamar e evitou a conclusão do atacante alvinegro.

O Botafogo pressionava em busca do gol de empate e, aos 11 minutos, o zagueiro Emerson acertou o travessão em bela cabeçada.

O Vasco só voltou a aparecer na área do adversário aos 14 minutos, em boa jogada do meia Andrezinho que recebeu na entrada da área, girou e bateu com perigo para o gol adversário. Logo depois, Rodrigo teve a chance de ampliar em cabeçada, mas a bola saiu.

O Botafogo seguia tentando marcar o gol do empate e criou nova oportunidade aos 24 minutos, quando Salgueiro arrancou pelo meio e lançou Ribamar que optou pelo chute e fracassou, ao invés de acionar Neilton, que estava livre ao seu lado. Dois minutos depois, o Botafogo desperdiçou nova oportunidade quando Salgueiro levantou a bola na cabeça de Bruno Silva e o volante, livre na pequena área, cabeceou para fora.

O técnico Jorginho alterou a equipe com a entrada de Bruno Gallo e Caio Monteiro e o Vasco melhorou um pouco.

E teve a chance de ampliar aos 38 minutos, quando Andrezinho fez boa tabela com Nenê e saiu na frente de Jefferson, mas o goleiro botafoguense saiu muito bem e fechou o ângulo do meia cruz-maltino, evitando que a bola ganhasse o caminho do gol.

Nos minutos finais, o Botafogo partiu para a pressão desordenada, mas o Vasco soube garantir o resultado.


TAG


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: