Vasco perde para o Grêmio

O Vasco foi derrotado pelo Grêmio neste domingo, em Porto Alegre, por 2 a 0, em jogo válido pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Cruzmaltino tentou segurar o ímpeto ofensivo do time de Renato Gaúcho, mas os gaúchos conseguiram chegar aos gols. Primeiro, em um pênalti bobo do estreante Wellington, que Barrios converteu. O segundo saiu no último lance do jogo, com Luan.

Na próxima rodada, a 5ª do Brasileirão, o Cruzmaltino tenta se recuperar contra o Corinthians na quarta-feira, às 21h45, em São Januário. Já o Grêmio vai a Chapecó enfrentar a Chapecoense, no mesmo dia e horário.

O jogo: defesas se destacam, mas pênalti prejudica Cruzmaltino

O primeiro tempo foi como se imaginava: o Vasco esperando o contra-ataque e o Grêmio tentando furar a forte defesa armada por Milton Mendes. As opções eram os chutes de fora da área. Aos 6 minutos, Ramiro aproveitou o rebote de um escanteio e bateu para fora. O Vasco respondeu aos 12, com boa jogada de Matheus Vital pela direita. O meia passou para Manga Escobar, que chutou com perigo, à direita de Grohe.

O Tricolor Gaúcho dominava as ações. Aos 19, um lançamento de Michel do campo de defesa achou Pedro Rocha livre na área, mas Martin Silva saiu bem e afastou a bola. No minuto seguinte, outro chute de fora, novamente com Pedro Rocha. A bola passou à direita de Martin Silva.

Aos 36, a fortaleza armada pelo Vasco ruiu quando o estreante Wellinton derrubou Geromel na área em cobrança de escanteio. Pênalti que Barrios converteu e fez 1 a 0. Foi o quinto pênalti marcado contra o Vasco em quatro jogos.

O Vasco voltou para o segundo tempo mais ofensivo, com a entrada de Thalles no lugar de Escobar. Aos 8 minutos, Matheus Vital deu bom chute, que passou por cima do gol de Grohe. Os times se alternavam na busca ao gol, mas as defesas levavam a melhor.

Aos 20, Milton Mendes lançou o Vasco para cima, com a entrada de Nenê e a saída do volante Jean. Antes, Matheus Vital já havia saído para a entrada de Guilherme Costa. O time visitante insistia. Aos 28, Nenê bateu falta na cabeça de Thalles, que jogou para fora.

Mas as substituições não surtiram efeito e o Grêmio levava vantagem na defesa. Em contrapartida, o Vasco também não deixava o time da casa ter chances de gol. Só aos 38 a equipe de Renato levou perigo. Arthur entrou pela direita e cruzou para trás. Luan bateu, a bola desviou em Wellington e passou por Gilberto, já sem goleiro, passando rente ao gol vascaíno.

Aos 46, um lance polêmico. Nenê driblou Geromel e caiu na área. O árbitro deu amarelo por simulação e ainda expulsou o treinador Milton Mendes após reclamação. No lance seguinte, a pá de cal do Grêmio: Léo Moura invadiu a área pela direita e cruzou. Gastón Fernandez errou o calcanhar uma vez, mas acertou na segunda para encontrar Luan, livre, dar números finais ao jogo.


TAG


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: