Vasco joga mal, perde para o CRB

Apesar das tentativas de Eurico de negar o momento complicado na temporada, dentro de campo as coisas seguem complicadas para o Vasco. No retorno a São Januário, a equipe carioca foi derrotada pelo CRB por 2 a 1. Com isso, o Gigante viu o Atlético-GO aumentar para quatro pontos a distância na liderança da Série B. No momento, os cariocas estão mais perto de serem ultrapassados pelo Avaí, que está três pontos atrás na tabela.

O Vasco terá mais uma semana para se recuperar da derrota. O Gigante só volta a atuar no próximo sábado contra o Paraná, no estádio Kléber Andrade, em Cariacica, às 16h30. O CRB joga no mesmo dia contra o Joinville, no estádio Rei Pelé, às 21 horas.

O JOGO

O primeiro tempo entre Vasco e CRB foi muito atípico. Apesar de ter criado as melhores oportunidades, a equipe carioca vacilou em dois lances e acabou indo para o intervalo derrotado pela equipe alagoana.

Apesar de não ter imposto um ritmo muito acelerado, o Vasco dominava a primeira etapa até os 37 minutos, quando o CRB abriu o placar. Nenê, Ederson e Rodrigo tiveram boas oportunidades, mas pararam ou na falta de pontaria ou na boa atuação do goleiro Juliano.

Na primeira chance que teve, os visitantes marcaram. Marcos Martins levantou a bola na área, Zé Carlos aproveitou o descuido de Luan, dominou na coxa e finalizou, a bola tocou na trave, antes de morrer no fundo das redes de Martín Silva.

O gol deixou o Vasco um pouco abalado e a bola raramente parava no chão, quando a equipe de São Januário atacava. Já nos acréscimos do primeiro tempo, os alagoanos ampliaram. Gerson Magrão avançou pela esquerda, passou por Luan e cruzou na medida para Zé Carlos cabecear, aproveitando a indecisão de Martín Silva.

Jorginho tentou modificar a equipe para o segundo tempo. Yago Pikachu e Junior Dutra entraram nas vagas de Thalles e Fellype Gabriel. Porém, a equipe do Vasco seguia nervosa e não consegui acertar as finalizações nas poucas chances de gol que criava.

O CRB seguia perigoso se aproveitando dos erros defensivos do Vasco. Zé Carlos e Matheus Galdezani apareceram dentro da área dos donos da casa, mas desta vez não conseguiram acertar a finalização, evitando que os cariocas levassem mais um gol.

O Vasco não conseguia se controlar em campo. Nenê, bastante apagado cheiou a acertar uma cotovelada em um rival do CRB, porém, o árbitro não viu o lance. O CRB teve outras oportunidades de marcar, mas acabou perdendo.

A torcida irritada começou a cantar “time sem vergonha” e a hostilizar o presidente Eurico Miranda. Nem mesmo o gol de Ederson animou os torcedores. O árbitro apitou o fim da partida e o Gigante sofreu a sua nona derrota na Série B.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 2 CRB

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Felipe Duarte Varejão (ES)
Cartão amarelo: Madson (Vasco); Glaydson Almeida, Zé Carlos, Gerson Magrão, Diego (CRB)
GOLS: Zé Carlos – 37’/1ºT (0-1); Zé Carlos – 48’/1ºT (0-2); Éderson – 48’/2ºT (1-2)

VASCO: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Júlio César (Alan Cardoso – 20’/2ºT); Diguinho, Fellype Gabriel (Júnior Dutra – Intervalo), Andrezinho e Nenê; Éderson e Thalles (Yago Pikachu – Intervalo). Técnico: Jorginho.

CRB: Juliano; Marcos Martins, Adalberto, Gabriel e Peri (Roger Gaúcho – 34’/2ºT); Glaydson Almeida, Matheus Galdezani, Diego e Gerson Magrão; Luidy (Bocão – 22’/2ºT) e Zé Carlos (Neto Baiano – 38’/2ºT). Técnico: Mazola Júnior.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: