Vasco faz sua parte, mas não consegue sair da zona de rebaixamento

00O Vasco encarou o Náutico no Maracanã lotado e fez sua parte. Os cruzmaltinos venceram por 2 a 0, com gols de Edmílson e Bernardo, mas não conseguiram deixar a zona da degola.

Com o resultado, os vascaínos chegaram a 44 pontos, ultrapassaram o Fluminense, mas continuam na zona do rebaixamento, em 17º. O Náutico permanece na última colocação, com 17 pontos.

Na última rodada, o Vasco decide sua permanência ou não na elite do futebol brasileiro contra o Atlético-PR fora de casa. Já o Náutico, encerra sua participação na Série A diante de seu torcedor, contra o Corinthians.

O jogo – Empurrado por sua torcida, o Vasco começou o jogo de forma arrasadora, sufocando o Timbu e sendo recompensado logo.

Aos quatro minutos, o lateral esquerdo peruano Yotun arriscou um chute de fora da área e viu Ricardo Berna espalmar na trave. Atento, Edmílson aproveitou o rebote e, com tranquilidade, apenas empurrou a bola para as redes.

O cruzmaltino continuou na pressão, mas não criava oportunidades reais de gol, até os 19 minutos, quando Cris subiu mais alto após cobrança de falta de Yotun e mandou para o gol. Ricardo Berna pôs para escanteio.

 

Aos poucos, porém, o Vasco deixou o Náutico acordar no jogo. Tímido, o Timbu arriscava alguns chutes de fora da área, sem assustar. A melhor chance veio aos 32 minutos, quando Maikon Leite arrancou da esquerda, invadiu a área e soltou a bomba, errando o alvo por muito pouco.

O jogo esfriou no segundo tempo e a tensão crescia à medida que os ponteiros do cronômetro giravam sem que o Vasco conseguisse marcar o segundo.

Sem conseguir criar, a melhor chance dos cariocas apareceu em uma cobrança de falta. Yotun tentou encobrir Ricardo Berna, mas mandou por cima do gol.

O Náutico também assustou os donos da casa. Rogério bateu forte da entrada da área e a bola passou muito perto da meta de Alessandro.

No fim, porém, em uma bobeira da zaga do Náutico, o Vasco matou o jogo. Bernardo disparou após roubada de bola, invadiu a área e bateu rasteiro. A bola tocou a trave antes de entrar. Assim, o Vasco comemorou a vitória, apesar de não sair da zona de rebaixamento.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: