Vasco estreia no Brasileirão com vitória

11O Vasco conseguiu seu primeiro objetivo no Campeonato Brasileiro. Jogando em São Januário, no Rio de Janeiro, o Cruz-Maltino estreou na competição na noite deste sábado derrotando a Portuguesa por 1 a 0 e somou três pontos importantes. O equatoriano Tenorio, em falha do goleiro Gledson, anotou o único gol do encontro, logo no início do segundo tempo.

A Lusa, que conseguiu recentemente o acesso para a Primeira Divisão do Campeonato Paulista, fica sem pontuar em seu jogo inicial, aumentando a preocupação de seus torcedores, amedrontados pelo fantasma do rebaixamento.

O jogo- Como já era esperado, empurrado pela sua torcida, que compareceu em bom número, o Vasco adotou uma postura ofensiva e assustou logo com cinco minutos. Alisson cruzou da esquerda e Tenorio cabeceou sobre o gol. A Portuguesa, por sua vez, ficava muito estática em seu próprio campo, muito bem fechada é verdade, mas sem saída para os contra-ataques. Esse cenário fazia a partida acontecer apenas de um lado do campo.

Melhor para o Vasco, que começou a criar oportunidades por conta da movimentação de seus homens de frente. Fellipe Bastos, aos 16 minutos, cobrou falta da intermediária, à direita da trave. Quatro minutos depois quem apareceu foi o goleiro Gledson, que fez boa defesa em chute de Alisson.

A melhor oportunidade do Vasco na primeira etapa aconteceu aos 25 minutos. Sandro Silva lançou Tenorio, que ajeitou de cabeça para Eder Luis chutar com força, mas para fora, assustando os lusitanos. O último lance de perigo antes do intervalo também foi protagonizado pelos vascaínos. Alisson pegou um rebote na entrada da grande área e chutou colocado, mas sobre o gol.

Logo aos dois minutos do segundo tempo o Vasco abriu o marcador. Após cruzamento de Alisson, o goleiro da Portuguesa cometeu uma falha incrível, ao furar um soco na bola. Melhor para Tenorio que, com oportunismo, colocou a bola no fundo da rede.

Dianta da desvantagem a Portuguesa adiantou a sua marcação e começou a incomodar demais a defesa. Aos quatro minutos Diogo chutou de fora da área e Michel Alves fez sua primeira defesa em campo. Já aos 16 minutos, Souza cobrou falta para fora. Mais presente no campo de ataque, a Portuguesa ficava exposta aos contra-golpes do Vasco, que voltou a assustar aos 19 minutos, quando Eder Luis avançou, soltou uma bomba de fora da área e a bola passou à esquerda da zaga.

Elenco afiado- Aos 26 minutos a Portuguesa desperdiçou grande oportunidade. Matheus cruzou da esquerda e Souza, de dentro da área, chutou mal e mandou a bola sobre o gol. A pressão da Lusa acabou sendo sacrificada aos 32 minutos quando Diogo, que já tinha cartão amarelo, cometeu falta infantil em Wendel e foi expulso. Foi a senha para que o time paulista sentisse muito o golpe e se tornasse uma pressa fácil para os cariocas, que passaram a administrar o resultado tocando bola no campo do adversário até o apito final do árbitro Elmo Resende Cunha.

O Vasco volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), quando encara o São Paulo, no Morumbi, em São Paulo (SP). Já a Portuguesa vai atuar apenas no próximo domingo, às 18h30(de Brasília), quando pega o Náutico nos Aflitos, em Recife (PE).

Vasco: Michel Alves; Elsinho, Luan, Renato Silva e Yotún; Sandro Silva, Fellipe Bastos (Abuda), Alisson (Wendel) e Dakson (Edmilson); Éder Luís e Tenório. Técnico: Paulo Autuori Portuguesa: Gledson, Luis Ricardo, Lima, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Correa (Moisés), Souza (Flecha Arraya) e Matheus; Diogo e Romão. Técnico: Edson Pimenta




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: