full screen background image




Vasco é derrotado pelo Corinthians em São Paulo

O Vasco fez uma partida de igual para igual com o líder do Brasileiro, o Corinthians, em São Januário. Porém, a equipe carioca acabou sendo derrotada por 1 a 0 em um lance extremamente polêmico.

Jô fez o único gol da partida em um toque de mão, após cruzamento de Marquinhos Gabriel. O lance gerou muita reclamação dos jogadores vascaínos em São Paulo.

Na próxima rodada, o Vasco joga contra o Sport, no Recife, em confronto que acontece apenas no próximo dia 25.

O JOGO

O Corinthians parecia desde o primeiro minuto imbuído a voltar a vencer na temporada. Empurrado pela torcida, o time se mostrava bem taticamente no duelo, mas tecnicamente alguns jogadores não apresentavam o mesmo brilho do primeiro turno do campeonato. A primeira boa jogada foi com Rodriguinho, que recebeu ótimo passe, invadiu a área, mas mandou para fora com muito perigo.

Aos 20, o lateral Guilherme Arana, que voltava à equipe após quatro partidas de ausência, arriscou de longe, mas a bola subiu demais. A partir daí o Vasco melhorou um pouco e teve uma chance com Nenê, que chutou forte, Cássio espalmou e no rebote nenhum jogador do Vasco alcançou.

Só que o domínio do time da casa era nítido e mesmo os cariocas incomodando com Nenê e Mateus Vital, o Corinthians ainda tinha as melhores chances. Pelo lado esquerdo, o incansável Romero era o motor da equipe e por pouco não abriu o marcador aos 29, quando chutou e a bola desviou na defesa rival.

Na base da pressão, o Corinthians manteve o ritmo forte e foi prejudicado pela não marcação de um pênalti em cima de Jô, aos 39. O jogador reclamou muito, mas a arbitragem mandou seguir. E pouco antes do intervalo, em um cruzamento de Romero, Rodriguinho cabeceou sozinho, de dentro da pequena área, mas mandou por cima do gol.

Na etapa final, o Corinthians voltou mais forte ainda e encurralou o Vasco. Rodriguinho teve nova chance, mas o goleiro Martín Silva fez ótima defesa. Depois, Jadson perdeu grande chance quase na marca do pênalti e na sequência foi a vez de Maycon desperdiçar. Aos 25, Jô mandou para o gol e Martín Silva fez ótima defesa.

Só que aos 28 não teve jeito. Carille havia sacado Jadson para a entrada de Marquinhos Gabriel. E não demorou para o jogador fazer bela jogada pela esquerda, cruzar e Jô mandar para o gol com a ajuda do braço. Os vascaínos reclamaram muito do corintiano no lance, mas a arbitragem validou o gol.

A partir daí, o Vasco tentou o empate de forma desorganizada e o Corinthians apostou nos contra-ataques. Teve até a chance de fazer o segundo, quando Jô cruzou e por pouco Rodriguinho não chegou na bola, mas atrás a defesa se portou bem e garantiu a festa do torcedores na arena em Itaquera.

Após o duelo deste domingo, o Corinthians atuará novamente na quarta-feira para enfrentar o Racing, na Argentina, no confronto de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Já o Vasco terá como próximo desafio a partida do dia 25 de setembro, uma segunda-feira, às 20 horas, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 VASCO

Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Público/renda: 41.235 pagantes/ R$ 2.436.134,70
Cartões amarelos: Romero (COR), Wagner e Breno (VAS)
Cartões vermelhos: –
Gols: Jô (28’/2ºT) (1-0),

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Camacho e Maycon; Jadson (Marquinhos Gabriel, aos 21’/2ºT), Rodriguinho (Giovanni Augusto, aos 44’/2ºT) e Romero; Jô (Kazim, aos 46’/2ºT). Técnico: Fábio Carille.

VASCO: Martín Silva; Madson, Breno, Anderson Martins e Ramon; Gilberto (Escudero, aos 14’/2ºT), Jean (Éder Luis, aos 34’/2ºT), Wagner, Mateus Vital e Nenê; Andrés Ríos (Paulinho, aos 15’/2ºT). Técnico: Zé Ricardo.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: