Vasco 2×3 Grêmio.Em um jogo de muita marcação e pouca criatividade

003Jogo muito pegado e aguerrido. Mas deu Grêmio nesta noite fria, no Rio de Janeiro, no caldeirão de São Januário. 3 a 2 para o Grêmio. O Tricolor Gaúcho entrou com três volantes no meio-campo. Os laterais subiram esporadicamente. Kléber correu como sempre e, no fim, deu certo. Mas também, com Barcos ficou mais fácil.

O Pirata marcou em uma bobeada do estreante Cris, que furou ao tentar zerar a bola da zaga, e na segunda etapa com um chute seco, que morreu no cantinho esquerdo do goleiro Diogo Silva, após boa jogada do atacante. Ramiro marcou um golaço, o segundo do Tricolor, com um belo chute de fora da área que fez a bola morrer no ângulo esquerdo do goleiro de Diogo Silva.

Alex Telles marcou contra ainda no primeiro tempo e, no momento, cedeu o empate ao Vasco. Na segunda etapa, quando o placar estava 3 a 1, André descontou, mas já não havia mais tempo para um novo empate acontecer em São Januário.

O JOGO:

Chuva, frio, poucos jogadores criativos para armar jogadas e muita raça. Assim poderia ser resumido o primeiro tempo da partida entre Vasco da Gama e Grêmio em São Januário. Para quem viu o jogo, pelo menos, três gols nos primeiros 45 minutos.

Logo aos cinco minutos, o Tricolor balançou a rede do time de Dorival Júnior. Riveros levantou da direita, Cris, um dos piores em campo, falhou bisonhamente e Barcos aproveitou. O Pirata colocou no cantinho e abriu o placar na Colina. 1 a 0 para o Grêmio.

O Vasco acordou e tentou sair para o jogo. No entanto, o Cruzmaltino encontrava dificuldades tanto na saída de bola, tanto para concluir as jogadas. Pedro Ken estava apagadíssimo em campo e Juninho Pernambucano carregava o time nas bolas paradas. Em uma delas, aos 25 minutos, o Vasco aproveitou. Alex Telles tentou cortar o cruzamento, mas somente conseguiu raspar a bola e mandou contra o próprio patrimônio. Tudo igual e confiança renovada para o Vasco.

Doze minutos depois, o Grêmio acabou com a empolgação construída pelo Vasco em campo. Ramiro recebeu de Kléber, livre de marcação, e, de muito longe, soltou o pé. O volante tricolor acertou o ângulo esquerdo de Diogo Silva e marcou um golaço! Novamente o Grêmio estava em vantagem no placar.

O segundo tempo foi mais do mesmo. O Grêmio foi superior na última etapa e não deu mole para o Vasco, que ficou mais leve com Montoya e passou a incomodar com um motivado Tenório, mas só assustou em uma boa chance com André, que aproveitou cruzamento de Wendell que passou rente à trave do goleiro Dida. Antes disso, Barcos decidiu mais uma vez para o Tricolor Gaúcho. Em bonita jogada individual, que não teve uma boa marcação da zaga cruzmaltina, o Pirata foi levando a bola e não foi pressionado. Dessa forma tudo ficou mais fácil para o artilheiro, que chutou seco no cantinho direito e ampliou o placar para 3 a 1.

O Vasco foi para cima, com muita vontade, adiantando sua linha defensiva, mas os quase 15 mil torcedores vascaínos não tiveram a reação esperada. André ainda descontou de cabeça, após um escanteio cobrado por Juninho Pernambucano, aos 41 minutos do segundo tempo. O jogador estava em posição duvidosa, mas seu sexto gol no Brasileirão foi confirmado.

Na 16ª rodada, o Vasco terá o mando de campo e receberá o Corinthians, em Brasília, no Estádio Mané Garrincha, no domingo. Já o Grêmio, que está seguro dentro do G4 na 3ª posição, jogará também no Mané Garrincha, mas no sábado, contra o Flamengo. No meio da semana o Tricolor jogará contra o Santos, pela Copa do Brasil. O Cruzmaltino enfrentará o Nacional-AM, em Manaus.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: