São Paulo 2 x 0 Flamengo: Veja os gols

00O São Paulo entrou mais motivado contra o Flamengo em Itu e conseguiu vencer no erro do adversário, com tranquilidade, por 2 a 0. Gols de Rogério Ceni (de pênalti) e Ademilson, ambos no 2º tempo.

Com o São Paulo com a cabeça na semifinal da Sul Americana, e o Flamengo de olho na final da Copa do Brasil, o duelo dessa noite foi apenas morno, mesmo com os times titulares em campo.

Com o resultado o São Paulo sobre temporariamente para a 7ª posição, com 49 pontos ganhos. Com a derrota o Flamengo cai para a 12ª colocação, mantendo os 45 pontos.

Na próxima rodada o São Paulo visita o Fluminense no domingo, 17/11 às 17h no Maracanã. Já o Flamengo vai até Porto Alegre enfrentar o Grêmio, também no domingo, às 19h30.

1º tempo: Sistema de irrigação atrapalha partida

O início da partida foi marcado por cenas inusitadas. A primeira foi um protesto organizado pelos jogadores, integrando as reivindicações do “Bom Senso Futebol Clube”, grupo que ganha cada vez mais voz em prol de melhorias de trabalho para os atletas. Entres as reivindicações estão o respeito ao período de férias, mais tempo para a pré-temporada e diminuição na quantidade jogos por ano. Após o apito do árbitro Alício Pena Júnior, os jogadores de São Paulo e Flamengo ficaram postados em suas posições apenas tocando a bola de um lado para o outro. O protesto durou os 50 segundos iniciais.

Quando parecia que a bola iria começar a rolar para valer foi a vez de outro problema imprevisto: o sistema de irrigação do Estádio Novelli Júnior disparar ao redor do gramado. Pegando de surpresa as comissões técnicas e jornalistas, que se molharam ao redor das laterais do campo. O problema com os irrigadores automáticos durou pouco mais de 5 minutos.

A água que jorrou durante minutos refrescou não só o gramado, como o ritmo de jogo, que foi bastante frio no primeiro tempo. Destaque apenas para Rogério Ceni: o capitão do São Paulo fez as duas finalizações mais perigosas do tricolor na partida. Aos 29, Amaral fez falta boba em Luis Fabiano, e o camisa 1 do São Paulo cobrou por cima da barreira, com perigo para a meta de Paulo Victor. Aos 40, foi a vez de Rogério cobrar na barreira, após falta um pouco mais distante, pelo setor direito.

Pouco inspirado na criação, o Flamengo ameaçou apenas aos 48, quando Hernane tocou boa bola para Léo Moura pela ponta direita. O lateral encheu o pé na finalização, mas a finalização passou longe.

2º tempo: Rogério marca depois de longo jejum
O São Paulo voltou para o segundo tempo demonstrando maior vontade e qualidade para manter a posse de bola. O setor defensivo tricolor neutralizou todas principais jogadas do rubro-negro, que se ressentiu de uma participação mais efetiva de Elias, Carlos Eduardo e Paulinho.

O gol do São Paulo veio logo aos 3 minutos. Foi quando  Elias travou a perna de apoio de Luis Fabiano em jogada rápida dentro da grande área do Flamengo. Pênalti bem marcado. A torcida pediu e Rogério foi para a batida, sem se importar com o histórico recente de pênaltis desperdiçados. O goleiro que igualou hoje a marca história de 1115 jogos pelo mesmo clube, a mesma de Pelé pelo Santos, foi confiante para a batida e acertou o canto esquerdo de Paulo Victor. O goleiro rubro-negro acertou o canto mas não evitou o 113º gol de Rogério, que vibrou muito na comemoração. 1 x 0.

A pouca inspiração do time carioca apareceu novamente aos 18 minutos, quando André Santos errou bola no meio de campo, ao tentar sair jogando com uma “chaleira”. A bola caiu nos pés de Paulo Henrique Ganso. O meia, que hoje novamente saiu de campo muito aplaudido, enfiou uma bola perfeita para Ademilson. Sozinho na entrada da área o atacante tricolor bateu cruzado para definir o placar. 2 x 0.

A melhor chance do Flamengo no segundo tempo foi aos 33, em jogada individual de Elias. O volante chutou cruzado de fora da área, e a bola passou perto da trave do São Paulo.

Aos 37 o São Paulo quase ampliou com Luis Fabiano. O Fabuloso, que retornava a equipe tricolor hoje, recebeu ótimo passe de Welligton e ficou livre para finalizar. O chute saiu alto demais, sem perigo para Paulo Victor.

O jogo terminou com a torcida do São Paulo cantando “Olé” em Itu e festejando o retorno de um bom momento do time, prestes a entrar na briga pelo bicampeonato da Sul Americana.

 




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: